Vereadores votam contra Título de Cidadão Jalesense à Parini

041021155749.jpg
Concessão de Título de Cidadão Jalesense é negado ao ex-prefeito Parini

Os vereadores jalesenses se reuniram na segunda-feira, 27, em mais uma sessão ordinária da Câmara, no modo remoto.

Entre as várias e importantes matérias discutidas e votadas, tivemos um projeto de decreto legislativo, de autoria do vereador Ricardo Gouveia (PP), que propunha a concessão do Título de Cidadão Jalesense ao ex-prefeito Humberto Parini, pelos relevantes serviços prestados ao nosso município, notadamente nas áreas da saúde e da educação.

Em sua justificativa, o vereador Gouveia explica que Parini chegou em Jales em 1979, vindo de Lins, e desde então manteve intensa participação política e comunitária na vida da cidade, vindo a eleger-se vice-prefeito em 1996 e, posteriormente, prefeito em 2004.

Segundo Gouveia, nos oito anos em que foi prefeito, Parini teria obtido inúmeras conquistas para Jales, entre elas o Hospital de Amor, o AME, o SAMU, a UPA, além de, na área da Educação, ter construído 04 creches e conseguido a instalação do Polo da UAB.

Nada disso, porém, sensibilizou os vereadores Bruno de Paula (PSDB), Andrea Moreto (PODE), Deley Vieira (DEM) e Elder Mansueli (PODE). Os quatro edis votaram contra a concessão do título ao ex-prefeito. Bruno usou a palavra para explicar que votaria contra porque Parini saiu da Prefeitura com vários processos, inclusive por danos ao erário público. Os outros três não deram explicações.

O projeto do vereador Ricardo Gouveia obteve 06 votos favoráveis, mas, para sua aprovação seriam necessários 07 votos, de forma que Parini vai ficar sem a honraria.

Depois de negar o Título de Cidadão ao ex-prefeito, os vereadores passaram a analisar outro projeto de decreto legislativo, que concedia a Medalha XV de Abril ao funcionário aposentado da Petrobras, Edson Alexandre de Moraes, irmão do ex-vereador Gilbertão. Nesse caso a honraria foi aprovada com 10 votos favoráveis, ou seja, por unanimidade.

Deixe um comentário