Vendedor sofre acidente em local denunciado pelo jornal

071220163936.jpg
O vendedor sofreu vários traumas e fraturas quando a sua motocicleta bateu no bloqueio de terra, no Jardim do Bosque

Em sua edição passada, a coluna “Olho da Rua”, do jornal A Tribuna publicou mais uma reclamação sobre a paralisação das obras no Jardim do Bosque e nos distritos industriais 1 e 3. 

Na manhã de quinta-feira, 26 de novembro, constatamos que há homens trabalhando no Distrito 1 e no Jardim do Bosque. Poucos e em atividades bastante esparsas em ritmo bem lento, mas há. 

E na Avenida José Rodrigues, a principal do Jardim do Bosque, que a nossa reportagem teve a maior surpresa: Em plena avenida havia enorme monte de terra bloqueando a passagem. De um lado a outro, fechando totalmente a avenida existe um monte de terra de cerca de um metro de altura. E pior: o local não tem iluminação pública e não havia nenhuma sinalização alertando para o bloqueio. 

Era questão de tempo para que um acidente acontecesse no local e alertamos que “um motorista, motociclista ou ciclista que passasse desavisadamente por ali, corria o sério risco de literalmente enfiar o veículo no monte de terra. Se chovesse, toda aquela terra certamente desceria avenida abaixo e encheria novamente a tubulação feita para conter a água da chuva”. 

Dito e feito! Recebemos no início desta semana a informação de que um vendedor sofreu um grave acidente ao chocar a sua moto com o monte de terra.

De acordo com uma moradora das proximidades, Renan Gustavo Bernardes de Oliveira, estava indo para a sua casa por volta de 20h da última segunda-feira, 30 de novembro, quando bateu no monte de terra. Ela mora na mesma avenida a poucos metros do acidente e disse que apenas no dia seguinte a Prefeitura providenciou a sinalização.

Ainda segundo a moradora, que é amiga do vendedor, ele sofreu vários traumas, lesão no pulmão, baço, fraturas na costela e clavícula, e está internado na Santa Casa de Jales.

“A Prefeitura colocou um monte de terra de aproximadamente um metro de altura e diz que foi pra a água não descer para parte de baixo da avenida e foi ali que ele sofreu o acidente. Bateu no barranco e voou vários metros para frente. No barranco ficou até a marca do pneu da moto. Não tinha nenhuma placa de interdição e não tem iluminação. É um breu isso aí”, contou a moradora. 

A moradora reafirmou que não vê trabalhadores da empresa no local há muito tempo. “O Jardim do Bosque está um caos. Estamos nesse transtorno há um ano. A empresa diz que não tem material e a Prefeitura diz que tem material, então é complicado pra nós”.  

 

Deixe um comentário