Usuários da ESF do Jardim Arapuã serão atendidos na ESF Novo Mundo durante período de reforma

260318153815.jpg
A ESF Getúlio de Carvalho, no Jardim Arapuã, passará por reformas e ficará fechada durante o período das obras

Para melhorar os serviços de saúde oferecidos aos usuários da rede municipal, a Prefeitura de Jales vai iniciar a reforma da ESF (Estratégia de Saúde da Família), Getúlio de Carvalho, no Jardim Arapuã. Durante o período das obras, os usuários serão atendidos na ESF Drª Zilda Arns Neumann, na esquina das Ruas 17 e 24, no Jardim Novo Mundo.

A secretária de Saúde, Maria Aparecida Moreira Martins, explicou que o fechamento provisório da unidade do Jardim Arapuã é necessário e fundamental para solucionar problemas de infiltrações e estruturais, e garantir, assim que as obras forem concluídas, segurança, atendimento humanizado e conforto a todos os usuários.

“O principal objetivo é não interromper o atendimento à população do Jardim Arapuã e dos bairros atendidos naquela unidade. Na companhia da coordenadora das ESFs, Silvia Maria Alves, nesta semana nos reunimos com o Conselho Local do Jardim Arapuã e com o Conselho Local do Zilda Arns Neumann e decidimos, em conjunto, que a melhor solução seria transferir o atendimento para o Novo Mundo, uma unidade ampla, recém inaugurada e que está sendo preparada para receber essa nova demanda de usuários”, ressaltou.

Maria Aparecida ressaltou que os médicos, enfermeiros, equipe da ESF Getúlio de Carvalho, prontuários, materiais de trabalho e alguns equipamentos também serão transferidos para a unidade do Novo Mundo. “É importante lembrar que o consultório odontológico da ESF Getúlio de Carvalho será instalado na ESF Zilda Arns Neumann, que hoje não possui esse serviço, portanto, irá garantir mais esse benefício aos usuários das duas unidades. Assim que a reforma no Jardim Arapuã for concluída, instalaremos um novo consultório odontológico naquela unidade”, revelou.

As reformas vão incluir manutenção estrutural, manutenção de esquadrias de portas e janelas, melhorias nas partes elétricas e hidráulicas, retirada do telhado existente para contemplação de nova estrutura (com aproveitamento das atuais telhas), instalação de novas calhas e rufos, regularização do calçamento no entorno da unidade, instalação de piso anti derrapante na entrada da ESF, substituição de revestimento em banheiros, instalação de forro de PVC em pontos específicos, instalação de extintores de incêndio e iluminação de emergência, pintura interna e externa, entre outras melhorias.

Roque Viola

Em breve a ESF Shiguero Kitayama, no Conjunto Habitacional Roque Viola, também vai passar por reformas e precisará ficar fechada durante o período de obras. Para que o atendimento aos usuários não seja interrompido, a equipe da Secretaria Municipal de Saúde já está realizando estudos junto à coordenadoria da Estratégia de Saúde da Família e planejando a transferência do atendimento para outra unidade. “A reforma dessas duas unidades é extremamente importante. Elas apresentam problemas estruturais, a ação do tempo também causou diversos danos, e é preciso solucionar esses problemas. É como acontece em nossas casas, que após longo período de uso, precisam de reforma e manutenção. Isso tudo causa alguns transtornos, mas é para o bem na população, por isso pedimos a compreensão e paciência de todos”, destacou a secretária de Saúde, Maria Aparecida.

“Temos o objetivo de investir na gestão e na estrutura física das unidades, para proporcionar uma saúde de qualidade à população. São unidades que mereciam e necessitavam serem reformadas para melhor atender à rede de assistência da saúde do município, que é uma de nossas prioridades. Este é um cumprimento do compromisso de manter as unidades de saúde com a melhor estrutura”, informou o prefeito Flávio Prandi Franco, o Flá.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados