Um ano depois, reforma da praça tem apenas 20% de conclusão

090321150613.jpg
Em duas semanas, os lancheiros devem começar a ser transferidos para as baias onde ficarão em definitivo

Homologada em 16 de janeiro de 2020, a obra de revitalização da Praça Dr. Euphly Jalles completa, na próxima semana, 14 meses de passos lentos. Até agora, a obra que era uma das “meninas dos olhos” da última administração não conseguiu completar nem 20% do projeto. Atualmente, encontra-se com 19,94% dos serviços concluídos. No ritmo atual, a construtora levaria mais quatro anos para entregar a obra. 

O percentual atual corresponde à execução da infraestrutura e iluminação da praça de alimentação, além da 1º etapa da construção dos sanitários. Atualmente está sendo executada à 2º etapa da construção dos sanitários, incluindo os serviços de conclusão da cobertura, execução das instalações elétricas do banheiro, execução de revestimentos internos e externos, assentamento dos pisos cerâmicos, soleiras e peitoris em granito, instalação das esquadrias e divisórias, pintura, instalação das louças, metais e acessórios, e assentamento de guias pré-fabricadas. 

Segundo o secretário de Desenvolvimento Urbano, Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Manoel de Aro. ele, essa última etapa corresponde a 6,31% do total da obra. Nas próximas semanas, está prevista a transferência dos trailers de lanches para as baias localizadas na margem da Rua Doze, onde ficarão definitivamente. 

“A empresa tem até o fim da semana que vem para entregar os banheiros e, depois disso, vamos enfrentar o desafio de transferir os lancheiros para o local definitivo, o que demandará um tempo importante”.

Manoel reconhece que a demora é realmente incomum. “A municipalidade reconhece a demora demasiada do contrato, de dois anos. Mas não podemos desconsiderar alguns eventos importantes que ocorreram e que ajudaram nessa demora, como o atraso na liberação de recursos pelo Governo Federal. A municipalidade precisava realizar alguns serviços, como demolição dos banheiros e retirada do piso, mas não conseguiu fazer dentro do prazo”, disse. 

Ele explicou que a nova gestão realizou uma reunião com o responsável pela empresa contratada para sanar as possíveis intercorrências existentes, além de cobrar maior agilidade do processo executivo para cumprimento dos cronogramas previstos.

“Vele ressaltar que as obras estão em pleno desenvolvimento, com acompanhamento técnico do município e da contratada, para orientação e solução de eventuais intercorrências que possam surgir, garantindo que a evolução dos serviços não seja prejudicada, minimizando os transtornos aos moradores”, afirmou. 

A nova administração municipal também intensificou a fiscalização por parte da equipe técnica da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, Infraestrutura e Mobilidade Urbana. 

“Neste momento, nós temos mais de R$ 500 mil em conta e acredito que esses recursos vão acelerar a obra e não será necessário prorrogar mais esse prazo. Já conversamos com o empresário para aumentar o número de funcionários e aumentar o ritmo da obra”. 

HISTÓRICO DA OBRA

A licitação para a reforma da Praça Dr. Euphly Jalles foi aberta no fim de 2019 e homologada em 16 de janeiro de 2020. O prazo inicial era de conclusão em 12 meses, mas a Prefeitura autorizou a prorrogação desse prazo até o ano que vem. O valor total é de R$ 1.550,754.77, parcialmente financiados por um convênio com o Ministério do Turismo. 

TEATRO MUNICIPAL

Outra obra que aparentemente tem demorado mais que o esperado é a da reforma e prédio do Teatro Municipal. A obra encontra com 55,65% dos serviços concluídos. Atualmente estão sendo executados os serviços de pisos e revestimentos, instalação de esquadrias, execução do Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas, execução das instalações elétricas e hidráulicas, instalação de louças, metais e acessórios, execução da iluminação externa, execução do Sistema de Proteção e Combate à Incêndio, execução da pintura interna e externa e a recolocação das cadeiras já reformadas.

Deixe um comentário