Tarifa de ônibus circular sofre reajuste, mas ainda é a mais barata da região

160118152917.jpg
Tarifa de ônibus circular em Jales foi reajustada, mas ainda custa mais barato que em Votuporanga, Fernandópolis e Araçatuba

 

O prefeito Flávio Prandi Franco (DEM), o Flá, autorizou, através de decreto publicado na sexta-feira, 05, um reajuste de 16% na tarifa do transporte coletivo urbano (ônibus circular) de Jales, que passa de R$ 2,50 para R$ 2,90. A empresa Viação Jauense Ltda – responsável pelos serviços de transporte coletivo em Jales desde agosto de 2009 - estava pleiteando o valor mínimo de R$ 3,00 para a tarifa, além de um aumento no subsídio pago pela Prefeitura, que, atualmente, está fixado em R$ 15,5 mil mensais.

De acordo com o prefeito Flá Prandi, a concessão do reajuste atende ao chamado “reequilíbrio econômico-financeiro” previsto no contrato firmado com a empresa. “Na realidade, desde 2016 que a tarifa não é a reajustada, o que tem ocasionado reclamações por parte da empresa, que alega prejuízo com o serviço. Mesmo com o reajuste, a tarifa cobrada em Jales continua sendo a mais barata da região. Em nenhuma outra cidade da região ela está custando abaixo de R$ 3,00”, disse o prefeito. Segundo Flá, a Prefeitura fez um estudo antes de autorizar o reajuste e constatou que os preços das tarifas em Fernandópolis (R$ 3,20), Votuporanga (R$ 3,30) e Araçatuba (R$ 3,40), estão custando bem mais que em Jales, mesmo com o aumento para R$ 2,90.

Ainda segundo o prefeito, a Viação Jauense está pleiteando também um reajuste no valor do subsídio pago pela Prefeitura, que passaria de R$ 15,5 mil mensais para, no mínimo, R$ 22 mil. “A empresa apresentou gráficos onde registra que, em média, cerca de 6.000 passageiros utilizam os serviços dos ônibus circulares mensamente. Desse total, menos da metade paga a tarifa. Historicamente, os ônibus transportam muitos aposentados, que têm direito à gratuidade”, explicou o prefeito.

Flá confirmou que deverá enviar um projeto para a Câmara Municipal propondo o aumento do subsídio. “Assim que os vereadores retornarem do recesso parlamentar nós estaremos encaminhando o projeto, pois a Jauense vem prestando bons serviços e nós não queremos que eles sejam interrompidos. A empresa já substituiu os ônibus por outros mais novos e deverá, neste início de ano, reformar pelo menos três pontos de ônibus”, completou Flá.

Empresa recebe ajuda financeira desde 2011

A Viação Jauense, que assumiu os serviços de transporte coletivo em Jales em agosto de 2009, quando substituiu a Entre Rios Ltda, recebe ajuda financeira da Prefeitura, na forma de subsídio mensal, desde junho de 2011. Naquela ocasião, ainda na administração do ex-prefeito Humberto Parini, a Câmara Municipal aprovou um subsídio mensal de R$ 9,2 mil à empresa. À época, o então prefeito justificou a ajuda alegando que a Viação Jauense vinha acumulando prejuízos com o transporte gratuito de aposentados, os quais utilizavam os ônibus circulares diversas vezes ao dia para, no dizer da administração Parini, “fugir da ociosidade, vindo e voltando ao centro da cidade”.

Em setembro de 2013, já na administração Nice Mistilides, o valor da ajuda financeira foi aumentado para R$ 9,8 mil mensais e, posteriormente, para R$ 13,1 mil, depois que a empresa começou a disponibilizar uma linha entre o Terminal Rodoviário e o Hospital de Câncer. No início de 2016, com Pedro Callado no comando da Prefeitura, a Câmara autorizou um reajuste na ajuda financeira, que passou para R$ 15,5 mil mensais, valor que vigora até os dias atuais.

Jales ganha duas novas empresas de ônibus na rota Rio Preto-Cuiabá

Desde dezembro passado Jales e região ganharam duas novas opções para quem costuma viajar de ônibus na rota Jales-Cuiabá. Trata-se de duas tradicionais empresas de transporte de passageiros: a Verde Transportes, com sede em Cuiabá, que está no mercado há mais de 45 anos e é muito conhecida no Centro-Oeste e no médio Norte, e a Viação Roterotas, de Uberlândia, que foi fundada em 1988 com o nome de Rotas do Triângulo e, atualmente, liga o Centro-Oeste com os estados do Acre, Mato Grosso, Minas Gerais, São Paulo e Rondônia.

As duas empresas possuem um guichê conjunto no Terminal Rodoviário de Jales. Cada uma delas tem um ônibus que, diariamente, sai de São José do Rio Preto e vai até Cuiabá, passando por Jales. No caso da Verde Transportes, o ônibus passa por Jales às 12:00 horas, enquanto o coletivo da Roderotas chega à área de embarque-desembarque da nossa rodoviária às 17:00 horas. Segundo o funcionário Fábio, que vende as passagens das duas empresas, a única diferença – além do horário – é que a roteiro da Verde inclui seis cidades de Goiás, enquanto a rota da Roderotas passa por apenas uma cidade goiana.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados