Sorteio das 99 casas do conjunto “Honório Amadeu” foi realizado na sexta-feira

120618095021.jpg
.

As arquibancadas do Estádio Municipal “Roberto Valle Rollemberg” ficaram lotadas na manhã de sexta-feira, 08, mas o que levou um grande público até lá – algo que não se via há muito tempo - não foi nenhum jogo de futebol. A grande atração do dia foi o sorteio de 99 moradias populares, promovido pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), em parceria com a Prefeitura de Jales. As 99 moradias estão sendo construídas no Residencial “Honório Amadeu”, nas proximidades do novo cemitério municipal, há cerca de 100 metros do antigo recinto de exposições da Facip.

Inicialmente, mais de 3.500 famílias tinham se inscrito para concorrer a uma das 99 moradias, mas “apenas” 2.484 delas confirmaram suas inscrições na segunda fase, realizada entre os dias 09 e 12 de abril, e estavam aptas a participar do sorteio de sexta-feira. As 2.484 famílias foram convocadas pela própria CDHU, através de correspondências e boa parte delas já se concentrava na entrada do estádio, na Rua 17, antes das 09:00 horas, quando os portões foram abertos. De acordo com as regras da CDHU, 7% das moradias foram destinadas a famílias com membros portadores de deficiências graves e 5% a famílias integradas por idosos com mais de 60 anos. Policiais civis, militares, agentes de segurança penitenciária e agentes de escolta também tem preferência e ficaram com 4% das moradias.

O prefeito Flávio Prandi (DEM) disse que durante o período de inscrições a Prefeitura atendeu os interessados com rapidez e de forma humanizada. Ele confirmou que as 99 casas populares já estão em fase final de construção e ressaltou que “muito em breve, as famílias contempladas realizarão o sonho da casa própria”.

A primeira sorteada foi a senhora Emilia Gali Benedito Sevada, que emocionada, chorou ao ser convocada para estar diante das autoridades no palanque onde fora realizado o sorteio. Ladeada do prefeito Flá o do diretor da CDHU, Humberto Schmidt, disse estar muito contente como sendo uma das sorteadas.

O governo estadual e a CDHU deverão entregar, em quatro anos, cerca de 130 mil casas. “Desde o governo Mário Covas, este foi o mandato que mais entregou casas populares”, assegurou o atual governador Márcio França. Tudo indica, no entanto, que, a se julgar pelo ritmo das obras iniciadas em 2012, as 99 casas sorteadas na sexta-feira deverão ser entregues pelo próximo governador.

Construção começou em 2012

A construção das 99 moradias populares do conjunto “Honório Amadeu”, começou no final de 2012, ainda na administração do ex-prefeito Humberto Parini, mas, quase seis anos depois, ainda não foi concluída. A empresa responsável – a Tecnicon Ltda - teve que enfrentar intercorrências como a execução de terraplenagem e a construção de muros de arrimo que não estavam previstos no projeto original. Outro problema enfrentado pela empresa foi a diminuição dos repasses feitos pela CDHU, reduzidos em função da crise econômica. O contrato assinado em 2012 estimava os gastos com a construção em R$ 6,7 milhões, mas até o momento – com cerca de 80% do cronograma de execução cumprido - já foram investidos R$ 8,2 milhões no novo conjunto habitacional. Em abril deste ano, foi assinado um novo aditivo, no valor de R$ 1,2 milhão para o término da obra.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados