Sociedade pede candidatura de Luis Henrique Moreira

120618095858.jpg
Cerca de 300 pessoas, entre lideranças, representantes de classe e entidades se reuniram para manifestar apoio à candidatura de Luis Henrique

Um evento festivo com cerca de 300 pessoas na noite de quinta-feira, 7 de junho, reuniu políticos, empresários e lideranças locais e regionais em prol da consolidação da candidatura a deputado estadual do empresário Luis Henrique Moreira (Podemos). Em uníssono, todos os presentes fecharam questão na necessidade de uma candidatura que tenha reais chances de alcançar o objetivo, ou seja, conquistar uma cadeira na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Estavam presentes vários empresários, o prefeito Flávio Prandi (DEM), o presidente da Câmara, Vagner Selis, o Pintinho (PRB), os vereadores de Jales, Claudecir Tupete (DEM) e João Zanetoni (PSB) e de cidades da região, ex-vereadores e ex-candidatos a deputado, como Luiz Especiato (PT) e Claudir Aranda. Os vereadores Tiago Abra (Progressistas), Nivaldo Batista, o Tiquinho (PSD) justificaram as ausências por conta de compromissos assumidos anteriormente.

Também compareceram presidentes e representantes de entidades assistenciais, entre elas Apae e Acaj, Santa Casa e Hospital do Amor. Jornais A Tribuna, Folha Regional e Jornal de Jales e rádios Band Fm, Assunção e Antena 102, além de amigos e incentivadores.

Alguns familiares, como a mãe de Luis Henrique, dona Sônia, e as irmãs Fernanda e Natalia, vieram de surpresa de Buritama (sua terra natal) para Jales, especialmente para engrossar o coro a favor da candidatura do empresário.

Em resposta aos apelos, Luis Henrique disse que estava bastante comovido e “90% inclinado” a aceitar o desafio de representar a cidade na Alesp.

O primeiro a discursar foi o pecuarista e empresário Durval Rossafa Rodrigues. Conhecido como Balim Rossafa, o pai de Alziane, esposa de Luis Henrique, lembrou que foi vereador por quatro legislaturas consecutivas (entre 1977 e 1992) e sabe muito bem o desafio que é se lançar candidato a um cargo público, portanto era necessário enaltecer a coragem do genro.   

Figura de grande prestígio e ótima circulação nos meios políticos e empresariais da cidade, Balim alertou para a concorrência das outras cidades da região, que há tempos possuem seus próprios representantes. “Santa Fé tem seu deputado, Fernandópolis tem dois deputados, Votuporanga tem seu deputado e Jales fica aqui no meio sobrando e votando para os outros. Os candidatos vem aqui [pedir votos] e a gente fica trabalhando para um e para outro. Então quero dizer pra vocês que, se ele vier a aceitar ser candidato a deputado estadual, precisamos todos votar no candidato da cidade. Vamos cerrar fileiras para que o meu genro seja eleito e possa fazer alguma coisa por Jales”.

O vereador e ex-presidente da Câmara, Luis Henrique Viotto (Progressistas), disse que somente com um deputado, Jales poderá voltar a ser centro de região. “Não apenas geograficamente, mas também politicamente. Conseguimos unir a cidade em prol de uma candidatura única a prefeito e agora precisamos nos unir em prol de uma candidatura para deputado estadual. Fazer um candidato legítimo, 100% da cidade de Jales”.

Em um raríssimo pronunciamento público e demonstração clara de reverência, o presidente da Câmara, Vagner Selis, o Pintinho, se colocou à disposição de Luis Henrique e reafirmou a necessidade de engajamento em uma candidatura viável com reais chances de sucesso. “Vejo a presença de todos aqui como uma demonstração de grandeza por Jales. Agradeço a todos vocês. Precisamos dessa união. Torço por Luis Henrique e estou disponível para ele. Jales perdeu muito tempo e hoje precisamos de uma liderança que está crescendo”.

Luiz Especiato ressalvou que restará apoio ao seu primo, Luis Marinho (PT) na campanha para o Governo do Estado. “Nós precisamos de um deputado. Como disse o Balim, há deputados em Santa Fé, Votuporanga e Fernandópolis e esses deputados ajudaram Jales. Deram verbas de cem ou cento e cinqüenta mil para Jales. Mas enquanto isso deram para as suas cidade dez, quinze ou vinte milhões. O que precisamos é que o Luis Henrique seja eleito e faça para Jales aquilo que eles estão fazendo pelas suas cidades”, disse sob muitos aplausos.

O prefeito Flá citou os números de sua administração para elogiar a união em prol de uma única candidatura. “Em um ano e cinco meses de um mandato que resultou da união de todos os partidos, conseguimos cerca de R$ 24 milhões em investimos em obras já executadas e que serão licitadas. Esses números dizem que a união dá certo. Se nós nos unirmos, dá resultado. Jales está se recuperando? Se tiver um deputado vai se recuperar mais ainda? Então vamos fazer um deputado! E o momento é este porque temos na liderança do Luis Henrique a possibilidade de termos essa liderança na Assembleia Legislativa”.

Falado diretamente ao pré-candidato, o prefeito prometeu: “Não existe outra maneira. Se você tiver o apoio da sua família e dos seus amigos, o prefeito também vai estar ao seu lado e vai pra rua, mostrar a cara e defender a sua liderança”.

 

“As palavras de cada um me encorajam muito”, disse Luis Henrique Moreira

 

Praticamente impelido a responder aos apelos, Luis Henrique Moreira disse que se sentia emocionado com a presença de tantas lideranças e com as demonstrações de apreço por sua candidatura.

“Ouvindo atentamente as palavras de cada um, me encoraja muito, me encoraja ainda mais [a ser candidato] porque a gente sabe que Jales precisa de um representante legítimo na Assembleia Legislativa que defenda de fato a cidade e a sua população”.

Luis Henrique Moreira lembrou que os inúmeros escândalos de corrupção fazem com que os políticos não sejam bem vistos pela população, o que desestimula e afasta as pessoas de bem de qualquer iniciativa política.    

“Não é fácil para mim e a minha família tomar qualquer decisão sobre candidatura. É muito difícil. A política está muito desgastada. Mas é fácil ficar apenas criticando. O difícil é ter pessoas preparadas e que tenham aptidão de colocar o nome à disposição para ajudar aqueles que mais necessitam”.

O empresário corroborou os discursos sobre a necessidade de Jales ter candidatura própria e, sobretudo deputado próprio, mas ressalvou que está à disposição do que a sociedade decidir. “Passou da hora de Jales ter deputado, mas quero dizer que não tenho ego nem vaidade, não sou egoísta. Se as pessoas que aqui estão acharem que o melhor nome [para representar a cidade] é o Flá, eu não tenho a menor mágoa, meu apoio será do Flá. Estaremos juntos. Só acho que devemos ter inteligência e sabedoria para continuar a união por Jales como fizemos há um ano e cinco meses. Para que realmente consigamos eleger um representante que possa lutar por Jales”.

Para finalizar, Luis Henrique disse que iria ouvir a família para decidir sobre seu destino político. “Confesso que diante dessa reunião de hoje, eu acho difícil fugir dessa responsabilidade e não sou homem de fugir de responsabilidades. Se os amigos assim entenderem e Deus assim nos permitir, vamos lutar para que Jales volte a ser centro de região”.           

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados