Secretário garante que Jales não terá radares em semáforos

260917093642.jpg
O secretário Niltinho Suetugo desmentiu a instalação de radares na cidade, mas confirmou que vai instalar faixas de pedestres elevadas

 

O secretário municipal de Planejamento e Trânsito de Jales, o engenheiro civil Nilton Suetugo, rebateu os boatos disseminados através de redes sociais digitais de que a prefeitura esteja pensando em instalar radares ou algum tipo de equipamento fotográfico nos semáforos da cidade. Está descartado até mesmo a instalação de algum tipo de registro de velocidade do tipo, móvel ou fixo. “Enquanto eu estiver à frente desta secretaria, isso não vai acontecer”, disse com exclusividade ao Jornal A Tribuna na manhã de segunda-feira, 18 de setembro.

Dois dias depois, em entrevista radiofônica, Niltinho, como é conhecido, ironizou o boato. “Eu ignorei, nem dei atenção. Até porque não faz sentido colocar radar em semáforo, onde o carro está parado”.

A única novidade a respeito do tema é que a pasta deve substituir os antigos equipamentos, alguns defeituosos e obsoletos, por aparelhos novos e modernos. O dinheiro para a troca virá da concessão da Zona Azul que está em processo de finalização da licitação. “Estimo receber um pouco mais de R$ 375 mil (1,5% do total da concessão) e esse dinheiro será totalmente aplicado no Trânsito. Isso nos permitirá fazer algumas benfeitorias que deveriam ser feitas há tempos”.

O prazo para o pagamento desse valor ainda não está fechado, mas a tendência é que seja em parcelas vencidas em 60 e 90 dias. Além desse valor, a empresa que vencer a licitação terá que fazer investimentos maciços em sinalização de solo e aérea.

O secretário, contudo, confirmou a intenção de instalar faixas de pedestres elevadas em pontos estratégicos da cidade, principalmente no trecho da Avenida Francisco Jalles que passa em frente ao Hospital de Câncer.

Ainda segundo ele, as faixas elevadas só não foram instaladas ainda por conta de um problema burocrático na licitação aberta para contratação da empresa que construiria os equipamentos. Duas concorrentes apresentaram recursos contra o resultado do certame e tumultuaram a disputa. “Eu decidi cancelar tudo e pedi uma nova licitação dessa vez para aquisição do material de construção e a prefeitura é quem vai fazer o serviço, que deve começar em breve”.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados