Secretaria de Agricultura de Jales colocará em atividade o Serviço de Inspeção Municipal

230719151417.jpg
O médico veterinário responsável pelo Serviço de Inspeção Municipal (SIM), João Lucas Cânovas Delfino

Com a contratação de um novo médico veterinário para a Secretaria de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Meio Ambiente do Município de Jales, o Serviço de Inspeção Municipal (SIM) entrará em atividade. A demanda principal é inspecionar produtos de origem animal, como carnes, leite, ovos, pescado, mel e derivados destes produtos para o comércio na cidade. Tais cuidados visam a segurança alimentar. Existem doenças que podem ser transmitidas por alimentos e, por este e outros fatores, a inspeção é importante.

O médico veterinário João Lucas Cânovas Delfino, relata que o SIM tem um grande valor para saúde pública e segurança alimentar. Além disso, segundo o profissional, o serviço beneficia as agroindústrias, em especial as de pequeno porte, pois agrega valor ao produto, deixando-o regulamentado e mais seguro, beneficiando o município e a economia local.

“Jales já possui legislação que institui o serviço, porém há necessidade de revisar o contexto legal, de como está a situação. A base para a melhoria está sendo buscada em outros municípios que estão com o trabalho em atividade”, ressaltou o veterinário.

Segundo João Lucas, inicialmente, a Secretaria de Agricultura irá buscar a conscientização das pessoas. “Existem munícipes que têm interesse em registrar o estabelecimento. Entretanto, é preciso realizar ação de conscientização com todos que trabalham com produtos sujeitos à inspeção do SIM. É necessário que as pessoas entendam a importância do serviço para que ele possa ser colocado em atividade”. A ideia é promover ações educativas e visitas nos estabelecimentos, com o objetivo de divulgar o trabalho, para que o serviço seja feito de forma adequada.

Entenda melhor

No Brasil, a inspeção de produtos de origem animal é feita nas três esferas: municipal, estadual e federal.  Os estabelecimentos registrados no SIM podem comercializar seus produtos apenas em seus municípios. Aqueles registrados no Serviço de Inspeção Estadual, podem fazer o mesmo em todo o seu estado. Para realizar comércio em outros estados, é preciso que o estabelecimento seja registrado no Serviço de Inspeção Federal (SIF) ou em Serviço de Inspeção de Estado ou Município que esteja aderido ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA).

O veterinário João Lucas disse que o produtor tem a opção de escolher a melhor opção de inspeção para o seu tipo de produção. “A pequena agroindústria pode não conseguir facilmente o selo de inspeção estadual ou federal, por conta de diversos fatores. Como o SIM é mais acessível, os produtores que, possivelmente, não conseguiriam obter registro, junto aos serviços de inspeção das outras esferas, têm a oportunidade de se registrarem para poder comercializar os produtos de forma regular”.

Para saber mais, a Secretaria de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Meio Ambiente, na Rua Nova York, n° 1016, Jardim Monterrey, está à disposição da população para esclarecimentos.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados