Santa Casa reestrutura leitos para retomada de atendimentos represados

160821112931.jpg
A Santa Casa de Misericórdia de Jales realiza reestruturação de leitos para retomada de atendimentos represados

Há um ano e meio trabalhando no combate a pandemia da Covid-19, a Santa Casa de Misericórdia de Jales não tem medido esforços nos atendimentos aos pacientes. Pensando nisso, após reuniões solicitadas pelo o Comitê Regional do Departamento Regional de Saúde-XV (DRS) e a Comissão Intergestores Regional (CIR) de Jales, ficou pactuado o planejamento para retomada nos atendimentos dos procedimentos represados na instituição. 

Desta forma houve a reestruturação dos leitos da unidade Enfermaria Síndrome Gripal, que estavam localizados na antiga ala da maternidade e pediatria com um total de 20 leitos, sendo que 3 leitos eram destinados a pacientes suspeitos. Com a nova mudança a ala passa atender na antiga pediatria, e a instituição irá disponibilizar 10 leitos de enfermaria para Covid-19.

Já a UTI Covid-19, foi remanejada na antiga enfermaria Síndrome Gripal, e passará a atender com 10 leitos. A mudança está relacionada a devolução de um leito da UTI Neonatal que estava sendo utilizado nos antigos 11 leitos destinados a UTI Covid-19. A recondução do leito foi feita devido ao aumento na demanda nos atendimentos na unidade UTI Neo. 

De acordo com o médico infectologista responsável da instituição, dr. Maurício Kenzo, os indicies de internação na ala enfermaria são considerados baixos. “Em relação as taxas de transmissibilidade do vírus e letalidade temos essa decrescente na cidade de Jales. Esses dados têm a ligação direta aos números de ocupação de leitos na ala de enfermaria que seguem baixos. Diretamente essa média móvel de novos casos está relacionada ao avanço da vacinação na população nos últimos meses”, disse o médico.  

Para o médico coordenador responsável, dr. Ricardo Perbelini, mesmo com o avanço da imunização não é o momento para deixar de redobrar os cuidados. “A nova readequação das unidades é um benéfico para a população, por ter uma arquitetura rápida e segura aos pacientes, mas não é o momento da população deixar de se cuidar, os hábitos são os mesmos, o uso obrigatório de máscaras, higienização das mãos e evitar possíveis aglomerações”, enfatizou o coordenador responsável. 

Toda a mudança na reestruturação de leitos destinados a Covid-19 está relacionada a preocupação do Departamento Regional de Saúde-XV (DRS), para dar continuidade nos serviços dos atendimentos hospitalares. Vale ressaltar que o Hospital de Base em São José do Rio Preto, será a retaguarda do DRS-XV, pois o hospital não irá desmobilizar nenhum leito Covid-19, podendo assim atender os pacientes da região. 

Com a nova reestruturação, a Santa Casa de Jales retomará os atendimentos que estavam represados, proporcionando aos demais serviços uma assistência completa e rápida. 

Salienta-se que os profissionais, como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, técnicos de raio-X, recepcionistas e serviço de higiene e conservação, fornecedores, os demais colaboradores e toda a diretoria tem trabalhado incansavelmente para manter o hospital disponível a todos. 

 

Deixe um comentário