PT descarta candidatura única e deve lançar Luis Especiato em Jales

110820100611.jpg
O presidente do PT, Hilton Marques, rechaça a repetição de uma candidatura única a prefeito na cidade

O PT, que já ocupou a cadeira de prefeito de Jales por dois mandatos consecutivos com Humberto Parini (2005 a 2008 e de 2009 a 2012) descarta completamente a possibilidade de repetição de uma candidatura única a prefeito de Jales. O presidente do Diretório Municipal petista garantiu que a candidatura de Luis Especiato está cada vez mais forte. Hilton Marques disse que não acreditava na candidatura de Flá à reeleição, mas também não previa a sua desistência. “A gente acreditava numa articulação de união mesmo e não da desistência. Em todas as entrevistas que ele dava, ele nunca dizia taxativamente que era candidato. Sempre dizia que era hora de pensar na cidade...eu olhava e dizia que isso não o impedia de dizer que seria candidato. Só que isso nunca aconteceu”.


Hilton, que deve ser candidato a vereador, previu que a desistência de Flá resulte numa convergência de partidos em tono da candidatura de Luis Henrique (PSDB). Ou seja, na sua opinião, os partidos que orbitavam a administração Flá/Garça apoiarão a candidatura tucana.


“Acredito que possa haver uma forte articulação de todos os partidos, ainda mais agora, junto ao LH e talvez a gente possa ir com uma chapa pura, mas é um cenário totalmente novo e a gente não sabe como estão os partidos que estavam do lado do Flá”    


A chapa puro-sangue pode ter Luis Especiato como candidato a prefeito e Nilton Marques como candidato a vice. Ambos são da área da educação e são professores, mas estão ocupando cargos de diretores. Especiato dirige uma escola estadual e Nilton é coordenador do pólo Jales da UAB (Universidade Aberta do Brasil). A diferença é que Especiato já foi vereador, presidente da Câmara, candidato a prefeito e a deputado estadual.    

 

Deixe um comentário