Programa Jovem Aprendiz foi pauta de reunião na Prefeitura

120618095149.jpg
Representantes da Prefeitura, CRAS, CREAS e vereadores se reuniram com representantes do CIEE para falar sobre o Programa Jovem Aprendiz

 

Representantes da Secretaria de Assistência Social, Centro de Referência Especializada em Assistência Social (CREAS), Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e vereadores, se reuniram no gabinete municipal na quinta-feira, 30 de maio, com a consultora do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) Francine Bottaro, que mostrou o funcionamento do Programa Jovem Aprendiz e pediu apoio para a criação de políticas públicas que estimulem a contratação dos jovens por empresas da cidade.

O principal objetivo do encontro foi mobilizar sobre a importância de oferecer aos jovens a inserção no mercado de trabalho, principalmente àqueles em situação de vulnerabilidade social.

O Jovem Aprendiz é um importante programa do Governo Federal, criado pela Lei nº. 10.097/00, que estipula uma cota de 5% a 15% em relação ao número total de funcionários, para garantir a profissionalização de jovens e também adolescentes, estimulando as empresas a contratá-los. Para participar do programa é preciso ter idade entre 14 e 24 anos, com exceção dos candidatos com deficiência, que não há limite de idade. É necessário ainda estar matriculado no Ensino Fundamental ou Ensino Médio, ou já ter concluído a Educação Básica.

O papel do CIEE no “Jovem Aprendiz” é assessorar as empresas em todo o processo seletivo, desde a seleção e contratação dos jovens para participarem do programa. O CIEE hoje é o responsável pela contratação de estagiários vinculados a Prefeitura Municipal, que atende aproximadamente 200 estagiários.

De acordo com a coordenadora Francine Bottaro, Jales tem atualmente uma estrutura para atender 100 jovens aprendizes, porém somente 40 estão contratados pelas empresas. “É preciso apoio do poder público para a divulgação e a sensibilização dos empresários do município sobre a importância do Jovem Aprendiz, pois muitos empresários não possuem o conhecimento do programa, nem dos seus benefícios e, por conta disto, não dão oportunidades a estes jovens”.

“Nossa ideia é um trabalho conjunto para aumentar o número de jovens nas empresas locais. Apoio ao jovem tem que ser prioridade, assim ele ocupa seu dia com atividades que trazem valores do bem e conseguem um recurso para poder ajudar suas famílias, sem contar que após o período do contrato, possuem a chance de permanecer dentro da empresa como funcionário”, completou Francine.

Durante a reunião, o CREAS expôs aos presentes algumas ações pensadas, entre elas uma parceria com o CIEE para a organização de evento na semana do dia 12 de junho, no qual será trabalhada a erradicação do trabalho infantil, onde serão convidados empresários que já aderiram ao Programa Jovem Aprendiz e os que ainda não aderiram, para conhecimento do programa. Neste evento serão entregues selos e certificados, como forma simbólica, em reconhecimento à empresa.

Presentes na reunião, os vereadores Vagner Selis, Adalberto Francisco de Oliveira Filho, Bismark Jun Iti Kuwakino e Fábio Kazuto Matsumura se colocaram a disposição para também auxiliar na divulgação, e apoio ao CIEE, além de terem interesse na elaboração de um projeto de lei de incentivo para as empresas aderirem ao programa.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados