Prefeitura diz que obras no Jardim do Bosque e Parque das Flores começam nesta semana

111119114305.jpg
Na sexta-feira pela manhã, caminhões da Noromix descarregaram tubos no Parque das Flores, Distrito Industrial I e III e Jardim do Bosque para início

As reclamações sobre o abandono do Jardim do Bosque e do Parque das Flores são antigas e já foram alvo de diversas reportagens do jornal A Tribuna, mas, se depender do que diz a assessoria do prefeito Flávio Prandi (DEM), os moradores desses dois bairros esquecidos por várias administrações já não terão motivos para reclamar a partir da semana que vem. Na quinta-feira, 07, a Secretaria Municipal de Comunicação distribuiu convite à imprensa para o lançamento das obras de infraestrutura que deverão ser iniciadas nos próximos dias em quatro pontos da cidade, incluindo o Jardim do Bosque e o Parque das Flores, além dos Distritos Industriais I e III.

Segundo o convite, dois eventos estavam marcados para o sábado, 09 – um no Jardim do Bosque e outro no Parque das Flores – para o anúncio do início das obras, que prevê a instalação de galerias e a execução de pavimentações e recapeamentos. No Jardim do Bosque, de onde sai o maior número de reclamações, estão previstos 10,3 mil metros quadrados de pavimentação e outros 25,8 mil metros quadrados de recapeamento em pelo menos 12 ruas: “Júlia Pereira de Lima”, “Vereador Domingos de Rosis Filho”, “Arlindo Guilherme da Fonseca”, “Otávio Miranda”, “Hermínia Rosa Duarte”, “Nadir Alves do Prado”, “Ovídio Pinheiro”, “João Cândido de Carvalho”, “Joaquim Viana do Prado”, “Olivier de Oliveira”, “Antonio Ludovico Botton” e “Geraldo Paulino”.

O jornal A Tribuna apurou junto ao secretário de Planejamento, Niltinho Suetugo, que a Secretaria de Obras já emitiu a “ordem de serviços” para que a empresa vencedora da licitação – a Noromix, no caso do Jardim do Bosque – inicie a execução das obras. Segundo Niltinho, o Jardim do Bosque se tornará um canteiro de obras nos próximos dias. “As obras que serão executadas pela Noromix não são as únicas previstas para o Jardim do Bosque. Essas obras, contratadas por R$ 3 milhões, serão pagas com o dinheiro do empréstimo de R$ 11 milhões, mas, além delas, nós teremos outras obras que serão executadas pela empresa Zilda Martins de Andrade & Cia. Essas outras obras, que serão pagas com recursos do Fehidro e do município, custarão R$ 400 mil e incluem a instalação de galerias na marginal do Córrego Tamboril e em mais duas ruas”, explicou Niltinho.

De seu lado, o prefeito Flá Prandi disse estar convencido de que a grande maioria dos problemas do Jardim do Bosque estará resolvida com as obras que começarão a ser executadas nesta semana. “Algumas pessoas costumam procurar a imprensa para dizer que a nossa administração esqueceu o Jardim do Bosque, mas, na verdade, aquele bairro foi esquecido em outras administrações e não na nossa”, afirmou o prefeito. “Na nossa administração, nós assumimos o compromisso de fazer um plano de macrodrenagem e correr atrás dos recursos necessários para resolver os graves problemas do Jardim do Bosque. Em janeiro do ano passado, nós assinamos um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) no Ministério Público de Jales, reiterando nosso compromisso com os moradores daquele bairro. E agora, finalmente, as coisas irão sair do papel”, concluiu Flá.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados