Prefeitura continua com o trabalho de conscientização nas escolas sobre Dengue e Covid-19

140322091600.jpg
.

Mesmo após o retorno das aulas presenciais, a Prefeitura de Jales, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, continua visitando as escolas para a realização de atividades de conscientização sobre o combate ao Aedes aegypti (transmissor da dengue, do zika vírus, da chikungunya e da febre amarela) e também orientando sobre a prevenção da Covid-19. O trabalho é constante, mas tem sido intensificado desde o final do ano passado.

Para evitar aglomerações e prevenir a transmissão de Covid-19, as equipes da Secretaria de Saúde, formada pela coordenadora da Vigilância Sanitária, Roseli Donda, pela enfermeira da VISA, Patrícia Albarelo, pela farmacêutica da VISA,  Ana Paula Tozzo de Melo, pela fiscal sanitária Marlene Mendonça Francisco de Souza e pela coordenadora da Equipe de Endemias, Vanessa Luzia da Silva Tonholi, optou por orientar a direção, coordenadores e professores das escolas e entregar a eles o material orientativo que é repassado aos alunos.

Além de orientarem sobre a importância do uso de máscaras, higienização das mãos, uso de álcool gel e de evitar aglomerações, medidas fundamentais de prevenção à Covid-19, as profissionais oferecem informações sobre o combate ao Aedes aegypti. “As atividades de conscientização são especialmente importantes no período atual, já que registramos chuvas nos meses que passaram e vivemos dias de muito calor, o que aumenta bastante o número de criadouros do mosquito. Como a grande maioria dos focos está dentro das casas, a mobilização de toda a população é necessária para combater o mosquito, e nesse papel de conscientização as crianças são fundamentais, já que são multiplicadores naturais de informação”, disse a enfermeira Vanessa Luzia.

Nas escolas municipais Professor Alberto Gandur I e II, Professora Maria Olympia Braga Sobrinho, Professora Jacira de Carvalho, Professora Eljácia Moreira, Professora Iracema Pinheiro Candeo – Lola, Professora Elza Pirro Viana, Professor Oswaldo Soler e Professor João Arnaldo Andreu Avelhaneda, foram entregues panfletos, cartazes e realizada as orientações aos profissionais da educação para que fossem repassadas aos alunos. “Também sanamos dúvidas sobre o afastamento de servidores e alunos positivos ou suspeitos para a Covid-19 e sobre contato Intradomiciliar”, disseram as profissionais da saúde.

“As crianças também são responsáveis pelo ambiente em que vivemos. Precisamos mostrar a elas a importância de combater este mosquito que transmite a dengue e outras doenças e continuar falando sobre a Covid-19. Dessa forma elas se tornam adultos mais responsáveis”, frisaram as agentes.

Deixe um comentário