Prefeito de Santa Fé do Sul deve ser o novo secretário de Fazenda de Jales

151220112557.jpg
.

 

Aos poucos a equipe que vai auxiliar o prefeito Luís Henrique a administrar o Município de Jales durante o seu mandato vai ganhando nomes e rostos. Alguns eram previstos, como o do chefe de gabinete, José Ângelo Caparroz Vieira, um dos coordenadores da campanha do candidato a prefeito e parceiro inseparável de LH em todas as horas. Nenhum observador da cena política duvidava da sua nomeação. 

Outros nomes, apesar de carregarem certa surpresa, têm tido enorme aceitação entre a sociedade, profissionais das respectivas áreas e as pessoas diretamente afetadas pela gestão delas. É o caso da professora universitária e supervisora de ensino, Adriana Campos, que foi convidada para comandar a Secretaria de Educação e prontamente aceitou. Ela foi a primeira pessoa definida para o secretariado, ainda na semana passada. Seu nome figurava em uma lista tríplice solicitada por Luís Henrique e a sua vice, Marynilda Cavenaghi, que trabalhou na área nas esferas municipal e estadual por três décadas.   

O mesmo aconteceu com o também professor, Wilter Guerzoni, que comandará a Secretaria de Esportes, Cultura e Turismo. Ele aceitou o convite na última quarta-feira, 9 de dezembro. A pasta, que já foi conhecida pela sigla SMECT pode perder o “C” para a Educação. Uma das medidas avaliadas pelo prefeito eleito para modernizar a organização e hierarquia administrativa é levar a Cultura para a outra pasta.

O médico Alexis Kitayama é outro profissional com excelente conceito entre os colegas (e no setor onde atua), que deve integrar o secretariado. Filho de um dos mais queridos médicos da história de Jales (Shigueru Kitayama) Alexis foi chamado para comandar a Saúde no início da semana e o prefeito eleito aguardava o seu “OK” na tarde desta sexta-feira, 11 de dezembro. 

A definição do cargo era uma das prioridades do prefeito e da vice. A preocupação é com a epidemia de Covid-19, que tende a causar mais vítimas no começo do mandato e precisa de medidas emergenciais.

Na mesma sexta-feira, Luís Henrique aguardava a resposta de outros convidados, entre eles, o atual prefeito de Santa Fé do Sul, Ademir Maschio, que deve assumir a Secretaria de Fazenda, uma das mais importantes da administração. Ademir é filiado ao DEM e não conseguiu se reeleger, mas tem um currículo consistente na administração pública e privada. Além de prefeito, Ademir é administrador de empresas e foi secretário de Agricultura e presidente da Fundação Educacional de Santa Fé do Sul, (Funec). “Está 99% acertado”, disse o prefeito eleito, na manhã de sexta-feira.

Ainda na sexta-feira, o prefeito eleito avaliava o convite para uma mulher comandar a Secretaria de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Meio-Ambiente. 

LH disse à reportagem que ainda não tem outros nomes definidos porque a prioridade era o comandante da Secretaria de Saúde.

 

Deixe um comentário