Policiais Federais de Jales são homenageados na Associação Comercial de São Paulo

041119095011.jpg
Na Associação Comercial de São Paulo, os policiais federais de Jales receberam diplomas e uma réplica do “Marco da Paz”

Todos os anos, a Associação Comercial de São Paulo, entidade apartidária, mantida exclusivamente com contribuição de seus associados, entrega homenagens a integrantes das forças de segurança em atuação no Estado que se destacaram no cumprimento da função. Este ano, os homenageados foram os policiais federais de Jales. A cerimônia aconteceu na quarta-feira, 23 de outubro na capital.

A Superintendência da PF no Estado de São Paulo, após consulta da Associação Comercial da capital, indicou para receber a homenagem policiais federais de Jales, que atuaram nas investigações relacionadas à Operação Vagatomia, deflagrada em setembro deste ano, que investigou fraudes milionárias no FIES e outros crimes relacionados a um curso de medicina da região.

O evento da entrega das homenagens ocorreu na sede da Associação Comercial de São Paulo, Distrital Oeste, e contou com a presença de vários diretores da entidade, além de representantes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Exército Brasileiro e Guarda Civil Metropolitana da capital, que também tiveram integrantes de seus quadros homenageados na ocasião.

O Superintendente Regional da PF no Estado de São Paulo também esteve presente prestigiando o evento e entregou aos policiais federais de Jales homenageados uma réplica do “Marco da Paz” e diplomas de “Mensageiros da Paz”.

O monumento “Marco da Paz” foi idealizado por um dos fundadores da Associação Comercial de São Paulo, que tem mais de 120 anos de história e é entregue anualmente a homenageados que contribuíram e fizeram a diferença na promoção da paz social.

Palestra contra as drogas em Cosmorama/SP

Dois dias, depois, na sexta-feira, 25, a Polícia Federal de Jales ministrou palestra de prevenção às drogas para aproximadamente cem estudantes do ensino médio da Escola Estadual “Prof. Álvaro Duarte de Almeida” em Cosmorama.

Alunos do ensino médio e fundamental foram orientados por um policial federal sobre os riscos inerentes às drogas e as consequências decorrentes do uso e comercialização de entorpecentes, dentre eles: maconha, cocaína e crack.

Os malefícios do álcool e do tabaco também foram abordados. O agente federal também alertou os alunos sobre o uso do “Narguilé”, instrumento que está sendo muito utilizado pelos jovens, que é proibido para menores de 18 anos e pode causar uma série de doenças aos usuários, além de funcionar como uma droga “gatilho”, que pode levar os usuários ao consumo de outras drogas mais potentes e maléficas como a maconha e a cocaína.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados