Polícia Militar divulga resultados operacionais de 2020

020221094141.jpg
Tenente coronel PM Valdeci Silva Junior

O comandante do 16º BPM/I, que tem sede em Fernandópolis e é responsável pelo policiamento ostensivo na região que abrange Jales, tenente coronel PM Valdeci Silva Junior, divulgou na sexta-feira, 29 de janeiro, os resultados operacionais do ano de 2020. 

Durante o período, foram atendidas 34.529 ocorrências; apreendidas 97 armas de fogo; efetuadas 373 ocorrências de tráfico de drogas; foram presas 1.663 pessoas, entre prisões em fragrante, condenados capturados e adolescentes infratores; 2.552 veículos foram apreendidos; 120 veículos foram recuperados; e 890,796 kg de drogas foram apreendidos.

Segundo o comandante, os números evidenciam o constante compromisso da Instituição com a preservação da Ordem Pública e a incessante busca na melhora da sensação de segurança da população.

Abaixo, parte da carta enviada pelo tenente coronel ao jornal A Tribuna e aos demais veículos de comunicação da região.

“Homens e mulheres compromissados com a comunidade, dedicados na execução do policiamento ostensivo, os policiais militares que integram o efetivo do 16º BPM/I se dedicam a preservar a qualidade de vida interiorana da população do noroeste paulista, merecendo destaque o enfrentamento ao tráfico de drogas, crime esse que dilacera o caráter e a saúde da população, que redundou em grandes apreensões e elevado números de prisões, bem como o enfrentamento sério e responsável aos criminosos violentos possibilitou considerável redução do número de homicídios.

O foco institucional em realizar um planejamento operacional inteligente, pautado em dados estatísticos, com direcionamento da força policial, foco no cumprimento de metas, utilização de monitoramento por câmeras, entre outros recursos, possibilitaram a acentuada melhora nos índices de produtividade em relação ao ano anterior (2019).  

Foram retiradas das mãos de infratores 97 armas de fogo ilegais, quase uma tonelada de entorpecentes apreendidos e houve uma redução de homicídios superior a 50%. Os furtos de veículos e os roubos, aqueles praticados com violência ou com armas diversas, se mantiveram estáveis.

Mesmo com as intercorrências geradas pela pandemia da Covid-19, a Polícia Militar buscou adequações operacionais para continuar servindo aos cidadãos paulistas com a excelência e a presteza que já são uma tradição quase que bicentenária da Instituição. Seus homens se mantêm na linha de frente, não esmorecendo em seu dever de preservar a segurança, a integridade e a salubridade das pessoas, não dando espaço e oportunidades a criminosos sem escrúpulos, que se furtam deste momento peculiar e delicado, para colocarem em prática seus intentos criminosos.

Neste sentido, também podemos destacar o compromisso institucional em atuar de forma efetiva nos casos de Violência Doméstica, os quais neste período de pandemia apresentaram um aumento de 30%. A Polícia Militar atua diretamente nesses momentos críticos, seja preventiva ou repressivamente contra os agressores, prevenindo desfechos trágicos às famílias e especialmente às mulheres. É um tipo de ocorrência em que a Polícia Militar prioriza o atendimento, seja nos casos de violências em andamento, ou em casos em que a vítima dispõe de medidas protetivas estabelecidas pelo Poder Judiciário, mas que o infrator insiste em desrespeitá-las. Em 2020 foram atendidos 2.642 chamados dessa natureza, nos 49 municípios do 16º BPM/I.

Um dos principais fatores para a diminuição da criminalidade e prevenção de delitos é a colaboração e a integração da comunidade com a Polícia Militar. A forma mais eficiente de participação comunitária é o acionamento do telefone 190 quando o cidadão presencia uma infração criminosa. A ligação é gratuita e o anonimato é garantido, caso seja de interesse do cidadão. A qualidade das informações repassadas, assim como a rapidez com que a Polícia Militar é acionada através do telefone 190, são de suma importância para o sucesso da atuação policial e prisão dos infratores. Polícia e Comunidade juntas são mais fortes”.

Deixe um comentário