Polícia investiga furto de mais de 50 cabeças de gado em Jales

110520162423.jpg
No ano passado, a polícia de Jales foi até Palestina para prender uma quadrilha que aterrorizava a zona rural e recuperou três tratores

A Polícia Civil de Jales já iniciou as investigações para identificar a autoria de mais um caso de furto de gado em Jales. O caso aconteceu na madrugada da última terça-feira, 6 de maio no Córrego da Peroba e envolveu três propriedades rurais.  

Segundo relato dos proprietários aos policiais, os ladrões cortaram a cerca de uma propriedade e arrombaram o cadeado de outra para ter acesso ao espaço onde o gado estava. 

De uma propriedade foram levadas 16 cabeças com 24 meses, pesando aproximadamente 15 arrobas, e cinco de 12 meses, pesando aproximadamente nove arrobas. De outra foram levadas 12 vacas paridas com 11 bezerros, sete vacas e um touro. No total foram mais de 50 cabeças.

Por telefone, o delegado operacional da central de Polícia Judiciária de Jales, Sebastião Biazi, disse que o inquérito já foi aberto e a investigação já está em andamento. Infelizmente, nesses casos, é difícil recuperar o gado furtado, mas o policial garante que o caso será solucionado e os autores serão identificados. “Não vem roubar aqui na nossa área, não, que a casa cai. Estamos investigando e vamos prender os culpados, posso garantir”.

RETROSPECTO 

Em junho do ano passado, policiais civis de Jales prenderam em flagrante cinco homens que integravam uma quadrilha de assaltantes que atormentava proprietários rurais da região. No momento da prisão foram recuperados três tratores, dois automóveis e defensivos agrícolas, que estavam sendo levados pelo bando. Também foram libertadas sete pessoas que eram mantidas reféns pela quadrilha, entre elas, duas crianças de dois e quatro anos. A operação contou com a participação de 12 policiais. 

De acordo com o delegado operacional, Sebastião Biazi, investigadores de Jales apuraram que naquele fim de semana poderia acontecer um roubo de defensivos e máquinas agrícolas na região. Por volta de 16 horas de domingo, uma informação elevou o alerta da equipe, dando conta de que o crime aconteceria no período entre a noite de domingo e madrugada de segunda-feira, na região de Votuporanga. Imediatamente os policiais se deslocaram para lá e se depararam com um grande caminhão transportando três tratores que tinham acabado de ser roubados de uma fazenda nas proximidades de Palestina. 

 

No local indicado pelo condutor da carreta, os policiais de Jales encontraram o crime ainda em andamento e conseguiram libertar sete reféns, entre eles duas crianças de 2 e 4 anos de idade. Todos estavam amarrados, mas foram libertados sem ferimentos. 

 

Deixe um comentário