PM de Paranapuã prende homem que usava mulher como escrava sexual

060318153022.jpg
.

 

Policiais militares resgataram uma mulher que era usada como escrava sexual por um homem em Paranapuã. A operação aconteceu na noite de domingo, 25, depois que um vizinho denunciou o caso através do telefone 190 Emergência.

O solicitante, que figura como testemunha, informou que o individuo agredia a mulher e a mantinha presa na residência e que conseguia ouvir seus gritos de socorro e seu choro vindo do interior da casa.

Segundo relato do comando da 2ª Cia, os policiais militares foram ao local indicado pela denúncia, uma casa na Avenida Antonio Castilhere, apoiados por policiais militares de Mesópolis.

Ao chegarem ao endereço, os policiais cercaram a residência, que naquele momento se encontrava com a porta fechada e com as luzes apagadas, e tentaram estabelecer contato através de uma janela.

Ao anunciarem que eram policiais militares, eles ouviram a mulher gritar por socorro através da janela da cozinha e pedindo ajuda desesperadamente, gritando aos militares que o individuo iria matá-la.

Imediatamente, as luzes foram acesas e os policiais visualizaram o homem com um facão e uma faca nas mãos. A suspeita é que ele estivesse dormindo e tenha acordado com os gritos da mulher e o chamamento dos policiais.

Foi iniciada uma breve conversa com o agressor com o intuito de convencê-lo a abrir a porta e soltar a vítima, entretanto, o mesmo se mostrou irredutível. Diante do iminente perigo que a vítima ainda corria, não restou aos policiais outra alternativa se não arrobarem a porta da cozinha e retirar a mulher da casa. Logo em seguida desarmaram, imobilizaram e algemaram o agressor.

Em segurança, a vítima contou que o homem a mantinha em cárcere privado para que ela mantivesse relações sexuais com ele sem o seu consentimento, sob ameaças de morte e por meio de várias agressões físicas. O último estupro tinha ocorrido poucas horas antes, naquele mesmo dia.

O criminoso de iniciais J.R.A.S. foi preso pelos crimes de estupro, cárcere privado, lesão corporal e violação à Lei Maria da Penha, e foi recolhido à Cadeia Pública de Santa Fé do Sul. O facão e a faca foram apreendidos e servirão como parte do inquérito. A mulher foi encaminhada para atendimento médico.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados