Oficial de justiça é preso por lesão corporal dolosa, ameaça, incêndio consumado, resistência e desacato

021120110823.jpg
A casa do oficial de justiça ficou parcialmente danificada pelo fogo e ele foi indiciado pelo crime de incêndio


Na madrugada de sábado (24/10), por volta de 1h20, policiais militares de Jales receberam uma ligação dando conta que um homem, Oficial de Justiça, estava tentando suicídio em sua residência na Rua Tomio Okajima. Rapidamente os militares foram até a residência e lá conseguiram ouvir o homem conversando no interior da casa e notaram fumaça saindo pelo telhado.
Os policiais, então, decidiram entrar no imóvel, mas assim que passaram pelo portão, o homem saiu pela porta e partiu para cima dos militares com socos, além de ameaçá-los e xingá-los.
Achando que poderia haver pessoas, especialmente crianças, no interior da casa os policiais, mesmo com o fogo, arrobaram uma das janelas e conseguiram entrar, mas não encontraram ninguém.
O indivíduo foi encaminhado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), mas recusou atendimento médico. Além disso, agrediu a médica plantonista com um chute na perna, além de também ameaçá-la de morte.
Por todas essas atitudes, o oficial de justiça foi preso em flagrante pelos crimes de lesão corporal dolosa, ameaça, incêndio consumado, resistência e desacato, e ficou à disposição da Justiça.

 

Deixe um comentário