“O crime não compensa”

140217092644.jpg
.

A grande lição que a Operação Lava Jato pode deixar ao Brasil é a confirmação da máxima popular: “ o crime não compensa”. O que vemos é o descortinar de vidas derrocadas, que antes viviam no fausto e na opulência, e que agora amargam na cadeia. Isso porque se favoreceram do poder para proveito próprio, utilizando-se do recurso público (do dinheiro fruto do trabalho do contribuinte, do cidadão pagador de impostos) para conseguirem uma fácil ascensão social, muitas vezes sem estudo, sem esforço, sem trabalho. O resultado está aí no que estamos vendo. O caso do ex-bilionário Eike Batista, preso em Bangu em cela comum por não ter diploma de ensino superior, e outros casos, mostram que a porta larga realmente não leva à felicidade, pois a porta larga é sempre uma ilusão. 

A Operação Lava Jato está mudando toda uma cultura, de uma prática política que se favorecia do famoso jeitinho brasileiro, da impunidade, para acobertar procedimentos indevidos. Agora, os brasileiros estão vendo que a Justiça começa a funcionar, e a combater a corrupção, buscando acabar com a cultura da impunidade. A prisão de políticos graúdos, e de grandes empresários, tem causado impacto, e tem propiciado condições para uma mudança de mentalidade. Tanto os políticos, quanto os empresários, estão hoje pensando dez vezes, para fazer alguma coisa, pois sabem que poderão ser pegos e punidos, e privados da liberdade, além de terem de devolver recursos obtidos indevidamente. Por isso a Operação Lava Jato tem causado uma revolução em nosso País, no bom sentido, na medida em que está mudando a cultura política do País, e resgatando a moralidade, a credibilidade, o cumprimento da lei, e todos os valores da democracia. E isso tem sido importante para todos nós que queremos um Brasil decente.

Esperamos, portanto, que todos os crimes sejam apurados e punidos, que toda a verdade venha à luz do dia, e que possamos realmente passar o Brasil a limpo. É certo que o apoio da população (que foi às ruas nas grandes manifestações) é relevante para alargar o movimento anticorrupção, dando apoio aos promotores e juízes da Lava Jato, pois o que queremos é justamente isso: que a lei seja cumprida em nosso País. Só assim estaremos fortalecendo a nossa democracia. 

 

 

 

 

 

 

*Valmor Bolan é doutor em Sociologia e especialista em Gestão Universitária pelo IGLU (Instituto de Gestão e Liderança Interamericano) da OUI (Organização Universitária Interamericana) com sede em Montreal, Canadá.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados