Na terceira tentativa, Prefeitura suspende licitação para instalação de semáforos

090320154442.jpg
A licitação, que prevê semáforos em alguns pontos da João Amadeu, foi suspensa mais uma vez

A Prefeitura de Jales publicou, na segunda-feira, 02, a suspensão do pregão eletrônico nº 04/2020, programado para o dia seguinte, 03 de março, visando a contratação de empresa especializada para o fornecimento, implantação e substituição de semáforos em alguns pontos da cidade.  Desde julho de 2019, quando o prefeito Flávio Prandi (DEM) assinou um convênio com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-SP) que destinou R$ 553,5 mil para melhorias no sistema semafórico da cidade, esta é a terceira tentativa frustrada de conseguir contratar uma empresa para a instalação dos semáforos. O convênio prevê, ainda, a confecção de cartilhas para uma campanha de educação no trânsito.

A primeira tentativa ocorreu ainda em setembro de 2019, mas na véspera da realização do pregão, marcada para o dia 08 de outubro, a Prefeitura foi obrigada a publicar a suspensão da licitação, para atender às reclamações de uma empresa interessada no certame – a Dataprom Equipamentos e Serviços de Informática Industrial Ltda, de Curitiba – que impugnou itens do edital. Depois da suspensão da primeira licitação, a Prefeitura abriu um segundo pregão em novembro de 2019, com a apresentação das propostas marcadas para o dia 09 de dezembro. No dia marcado, apareceu apenas uma empresa interessada em vender e instalar os semáforos, mas seus documentos estavam incompletos, de forma que a licitação fracassou parcialmente. Só não fracassou totalmente porque teve a participação de uma segunda empresa que, no entanto, se interessou apenas na confecção das cartilhas.

A terceira tentativa teve início na primeira quinzena de fevereiro de 2020, quando a Prefeitura publicou a abertura de um novo pregão, cujas propostas deveriam ser apresentadas no dia 03 de março. Mais uma vez, no entanto, a empresa Dataprom Equipamentos entrou com uma impugnação administrativa contra itens do edital, obrigando a municipalidade a suspender novamente o certame. Segundo a reportagem do jornal apurou, a impugnação protocolada pela empresa curitibana tem cerca de 400 páginas. “Normalmente, quando uma empresa entra com uma impugnação, ela já apresenta todas as suas contestações e pede que o edital seja corrigido. Nós fizemos as correções solicitadas pela empresa e lançamos o segundo edital, mas ela não veio participar do certame. Agora, no terceiro edital, a empresa apresenta novas contestações que já poderiam ter sido apresentadas no primeiro”, afirmou um assessor do prefeito Flá Prandi.

A Prefeitura ainda não tem data para reabrir a licitação, uma vez que as 400 páginas da impugnação ainda estão sendo analisadas pela assessoria jurídica do município. Um dos pontos que serão beneficiados com a instalação de semáforos é o problemático cruzamento da Avenida “Maria Jalles” com a Rua das Palmeiras, na entrada do Jardim Oiti. “Todos os dias as pessoas nos cobram sobre uma solução para aquele cruzamento, onde ocorrem muitos acidentes, mas, infelizmente, por conta dessas intercorrências com a licitação, essa solução ainda vai demorar um pouco mais. Nós esperamos, no entanto, que a instalação seja iniciada antes do período eleitoral, pois, como se sabe, não podemos iniciar novas obras durante aquele período”, afirmou o prefeito Flávio Prandi.

 

Licitação para construção de pista de caminhada também fracassa

Não é só a instalação de semáforos que está enfrentando dificuldades. A licitação aberta pela Prefeitura visando a contratação de uma empresa para construção de uma pista de caminhada na Avenida “Euphly Jalles”, entre as ruas “Maestro Erlon Chaves” e Goiás, no Jardim Estados Unidos, também fracassou. A sessão de apresentação das propostas estava marcada para a terça-feira, 03, mas o certame acabou não tendo empresas interessadas. Ninguém sabe porque as empreiteiras de Jales e região não se interessaram por uma obra de R$ 450 mil. “Eu mesmo liguei para diversas empresas e elas manifestaram interesse na obra, mas não apareceram na licitação. Nós não sabemos os motivos, pois nenhuma delas ligou para reclamar de algum dispositivo do edital, mas, de qualquer forma, vamos rever algumas exigências técnicas e lançar um novo edital”, explicou o secretário Manoel Andreu De Aro. Além da construção da pista de caminhada, o convênio prevê a revitalização dos canteiros da Avenida “Euphly Jalles”.

Deixe um comentário

Parceiros

290420095635.jpg
200420103240.jpg 290420095031.jpg
290420100901.jpg
290420103741.jpg

Social

Nenhuma notícia encontrada.

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Você é a favor do isolamento social para combate do Coronavírus?




Resultados