Jales tem 19 pessoas contaminadas em média por dia

131020110445.jpg
A secretária de Saúde alertou que a Covid 19 não está controlada em Jales e que ainda não é hora de festas e aglomerações

Em média, 19 pessoas são contaminadas pelo novo coronavirus por dia em Jales. A informação é da secretária municipal de Saúde, Maria Aparecida Moreira Martins, que ressaltou se tratar de uma média na qual os registros variam, podendo ter mais ou menos caso. Levantamento feito pelo jornal A Tribuna mostra que os números estão longe de se reduzirem e ainda variam bastante.  

Somente nos primeiros oito dias do mês de outubro, a média foi de 15 casos confirmados por dia. Em 1º de outubro havia 1.824 positivos. No dia 8 já eram 1.944 casos. Em oito dias foram 120 casos. Também foi esse o período mais mortal. Foram oito mortes em oito dias. Em 1º de outubro, tínhamos 40 óbitos registrados. Oito dias depois, eram 48.  

Para efeito de comparação, em todo o mês de setembro houve 539 casos e 18 óbitos. No dia 1º de setembro, tínhamos 1259 casos e 25 óbitos. No dia 30 do mesmo mês, tínhamos 1798 casos e 38 óbitos.  Foi o mês mais fatal para os jalesenses até agora com média de 17,9 casos por dia e um óbito a cada um dia e meio. 

Em entrevista a um programa de rádio, a secretária alertou que o que está impedindo a redução dos casos e da mortalidade são as festas, e aglomerações de fim de semana. “Ainda não é momento para esse comportamento social intenso que as pessoas estão tomando. Não dá pra ser assim ainda, é preciso a colaboração de todos. Precisamos dar um tempo preservando o isolamento social, se quisermos manter a doença controlada”. 

Maria Aparecida destacou que o movimento em todos os órgãos de saúde mostram que a doença está ativa e que o vírus continua se disseminando em ritmo mais acelerado que nunca. “A taxa de ocupação da Santa Casa está aumentando, temos um movimento acentuado nas unidades de atendimento para síndromes gripais, o que significa que a Covid ainda não está controlada aqui na nossa cidade. De forma que é um momento muito delicado ainda. Não dá pra ficar com festas porque coloca em risco a sua vida e a do próximo”, disse. 

A secretária tem razão. A taxa de ocupação da Santa Casa permaneceu bem alta nos últimos dias. Nesta sexta-feira, 9 de outubro, a enfermaria do setor de síndromes gripais, que atende os pacientes com Covid 19, estava com 60% de ocupação e a UTI do mesmo setor com 72,7%. 

Porém, a taxa de ocupação chegou a 95% de ocupação da enfermaria e 95% da UTI na segunda-feira, dia 5. No domingo, a enfermaria estava 100% ocupada e a UTI tinha 81,8% de ocupação.

 

Deixe um comentário