Jales pode ter três candidatos a prefeito em 2020

190819152547.jpg
Quadro eleitoral começa a tomar forma com o DEM, de Flá, PODE, de Luis Henrique, e PSDB, de Bexiga

Tudo indica que as próximas eleições municipais em Jales, daqui a 13 meses e meio (será em 4 de outubro) serão muito mais disputadas do que as anteriores, em 2016. Pelo menos três candidatos estão se preparando para o pleito. O atual prefeito Flávio Prandi Franco (DEM), o empresário Luis Henrique Moreira (Pode), que foi o candidato a deputado estadual mais votado nas eleições de 2018, e um candidato do PSDB, que ainda não está definido.

Flá é o candidato natural do seu partido, mas o nome do vice e o partido com qual estará coligado ainda está encoberto de especulações. Um suposto projeto de se candidatar a deputado em 2022 estaria dificultando a relação com o PMDB, que tem Itamar Borges como o seu principal expoente na Assembleia Legislativa. Além disso, para se candidatar ao cargo, Flá terá que deixar a Prefeitura e isso é incompatível com a dobradinha Flá/Garça, tendo em vista que o atual vice não estaria disposto a assumir a Prefeitura nos últimos anos do eventual segundo mandato.

Luis Henrique Moreira ainda não admitiu publicamente que será candidato a prefeito, mas garante que o seu grupo político vem forte para disputar as cadeiras do Executivo e Legislativo jalesense. LH tem sido incentivado a se candidatar por eleitores com os quais tem conversado nas visitas que faz aos bairros da cidade. “A minha intenção inicial era fazer uma espécie de recall da última eleição e mostrar para a população que eu não fui eleito, mas não desisti. Pelo contrário: estou lutando pela nossa cidade”. Porém, durante as visitas, segundo ele, muitas pessoas têm apelado por uma candidatura a prefeito. “Isso mexeu comigo e estamos avaliando com muito carinho essa possibilidade”.

Nesta semana, a líder tucana na região, deputada estadual Analice Fernandes (PSDB) garantiu em entrevista radiofônica que o partido terá candidato a prefeito em 2020.  “O nosso governador João Dória pede que a Executiva Estadual do partido lance candidaturas próprias a prefeito em todas as cidades com mais de 30 mil habitantes. Então Jales se encontra nesse quadro. Ainda é prematuro falar de candidaturas, mas o arco de aliança começa a ser montado e o Bexiga estará à frente do nosso partido nesse momento”.

Ao lado do empresário Osvaldo Costa Júnior, o Bexiga, que acaba de assumir a presidência do Diretório Municipal do partido, a deputada disse também que a assunção de Bexiga à presidência, tem uma boa dose de gratidão pela firmeza de posição que o empresário demonstrou durante as tratativas que levaram à desistência do então prefeito Pedro Callado (PSDB) e o apoio do partido à candidatura única de Flá há cerca de três anos. “O PSDB precisava de uma renovação, de uma pessoa nova e o Bexiga foi uma pessoa muito importante no processo eleitoral em Jales quando ele foi o candidato a vice-prefeito do dr. Pedro, que era o presidente do PSDB e prefeito da nossa cidade. Naquela ocasião, estávamos cogitando a reeleição dele e o Bexiga se prontificou a formar uma grande aliança para a nossa cidade. Depois, quando Jales pedia uma grande unificação, Bexiga foi uma pessoa que abdicou da sua postulação e se somou àquele momento político, colaborando para que Jales tivesse uma única candidatura”.

Otimista, sobre a chapa de vereadores, Analice acredita que o PSDB conquiste três cadeiras na Câmara Municipal.

 

“Vamos fazer de tudo para ter candidato na cabeça”

 

Em conversa por telefone na tarde de sexta-feira, 16, Bexiga disse que já iniciou as negociações para montagem de uma chapa forte de candidatos a vereador, ratificou a pretensão de conquistar três cadeiras na câmara e confirmou que o PSDB pretende lançar candidato a prefeito, mas não descartou que o partido lance candidato a vice. Além disso, evitou dizer quem será o candidato.

Sobre a chapa de vereadores, disse que as tratativas com várias pessoas já foram feitas. “Já conversamos com umas dez pessoas, entre vereadores atuais, ex-vereadores e lideranças conhecidas na cidade. Estamos conversando com pessoas que foram muito bem votadas no passado ou têm potencial de ser. Vamos supor que de 15 candidatos, tenhamos cinco com potencial de 400 ou 500 votos em média. Já são cerca de 2 mil ou 2 mil e 500 votos. Além disso, teremos os outros candidatos, mais os votos de legenda”, disse.

Falando a respeito do partido ter um nome como candidato a prefeito, Bexiga disse que “a intenção e o pedido do novo PSDB, do governador João Dória, é que tenha candidato na cabeça e nós vamos fazer de tudo para isso. Agora, caso seja necessário coligar e essa coligação seja o melhor no momento que acontecer, podemos coligar. Mas eu acho difícil. Estamos atrás de nomes para ter candidato na cabeça”.

“Eu sozinho não sou nada, mas tenho muita vontade de aglomerar lideranças. Essa é a minha intenção. Existem muitas lideranças que já tiveram 1.000 ou 1.200 votos e estão soltas por aí. É em busca dessas pessoas que nós estamos”, concluiu.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados