Jales abriu 38 novos empregos em março, mas terminou trimestre com saldo negativo

300418105427.jpg
Jales teve resultado positivo em março na abertura de novos empregos

 

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho relativos a março, divulgados na sexta-feira, 20, mostraram que Jales abriu 38 novos empregos com carteira assinada durante aquele mês, resultado de 344 contratações e 306 demissões. O saldo de Jales no quesito “geração de empregos” poderia ter sido melhor em março, uma vez que o setor da Agropecuária proporcionou a abertura de 88 novos empregos. De outro lado, porém, o setor de Serviços fechou 37 postos de trabalho, enquanto o comércio fechou 16 vagas.

Mesmo com o resultado positivo de março, Jales chega ao final do primeiro trimestre do ano com saldo negativo. Segundo o Caged, a cidade teve 840 admissões nos primeiros três meses do ano e, por outro lado, registrou 844 demissões no período, o que resultou no fechamento de 04 empregos. “O problema é que o resultado de janeiro foi atípico, com 65 empregos fechados, mas a cidade vem apresentando um viés positivo, com a abertura de 23 novos empregos em fevereiro e 38 em março. A expectativa é de que em abril tenhamos um resultado ainda melhor e possamos superar de vez, o resultado negativo de janeiro. O comércio, que sempre puxou a geração de empregos, iniciou o ano demitindo, mas agora já apresenta sinais de recuperação”, disse o prefeito Flá Prandi (DEM).

O prefeito ressaltou que “o mesmo fenômeno está acontecendo em Votuporanga, que teve um dos melhores desempenhos do país em 2017, mas começou 2018 perdendo empregos e agora já está se recuperando”. Flá tem razão: Votuporanga, que terminou o ano passado com 2.081 novos empregos, uma das melhores performances do Brasil, encerrou o primeiro trimestre deste ano contabilizando apenas 13 novos empregos. A vizinha cidade, que fechou 94 empregos em fevereiro, se recuperou em março, com a abertura de 87 novos empregos, a maioria deles na Construção Civil e no setor de Serviços.

O melhor desempenho da região, no primeiro trimestre de 2018, foi obtido por Fernandópolis, que abriu, no período, 249 novos empregos, boa parte deles (127) aberta em março. Os setores da Agropecuária e dos Serviços, vem sendo os principais criadores de empregos em Fernandópolis. Juntos, os dois setores contabilizaram 112 novos empregos em março. E o segundo melhor desempenho entre as principais cidades da região vem sendo o de Santa Fé do Sul, que, no primeiro trimestre já abriu 182 novos empregos, sendo que 83 deles foram produzidos em março.

Entre os 22 pequenos municípios que integram a microrregião de Jales, os destaques positivos do primeiro trimestre do ano são Santa Albertina, que abriu 133 novos empregos no período, Urânia, com 35 novos empregos e Paranapuã com outros 30. Já os destaques negativos dos três primeiros meses de 2018 são os ex-distritos Pontalinda, que fechou 23 empregos e Vitória Brasil, que fechou outros 17.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados