Governo Doria quer extinguir Casas da Agricultura e o CATI

280920151623.jpg
A capacitação de técnicos para multiplicar tecnologia de economia de água na irrigação é uma das ações da CATI que deixará de existir

Uma petição luta contra Projeto do governador do Estado de São Paulo, João Doria, que extingue serviços essenciais aos produtores rurais e agricultura familiar. Um abaixo-assinado foi criado para tentar barrar a extinção das Casas de Agricultura em todo o estado de São Paulo.


Dentre os planos do governador para promover ajuste fiscal e equilíbrio de contas no estado está a extinção das Casas de Agricultura e escritórios regionais da coordenadoria de desenvolvimento rural sustentável, as CDRS e o CATI da Secretaria de Agricultura e Abastecimento.


Seus argumentos são de que um grande aumento de despesas em decorrência do enfrentamento da Covid-19, com a compra de equipamentos hospitalares, medicamentos e contratação de pessoal. Ressalta que, por outro lado, as receitas tributárias diminuíram drasticamente, em decorrência da crise econômica, gerando um déficit orçamentário de R$ 10,4 bilhões para 2021.


Para a categoria agrícola, a agricultura paulista não pode ser extinta dessa forma. A extensão rural, principal instrumento de implantação de políticas públicas efetivas, seja por conta de sua capilaridade, seja por conta do perfil dos técnicos que a comungam, precisa ser não só preservada, mas fortalecida em seus quadros é o discurso de todos os envolvidos na agricultura do estado.


Agrônomos, veterinários, zootecnistas, sociólogos e outros profissionais da extensão rural proporcionam ações concretas de conservação de solo, adequação ambiental das propriedades, boas práticas de produção de gestão das organizações de produtores, enfim, colocam a mão na terra e pegam na mão do produtor rural. A agricultura familiar paulista, representada por quase 300 mil propriedades rurais, e a extensão rural pedem socorro. Os produtores rurais precisam desse tipo de assistência, e que se nada for feito, eles não serão mais assistidos e o impacto pode ser desastroso.

 

Deixe um comentário