Governo abre licitação para construção de sistema de drenagem em trevo próximo à Fuga Couros

181217102256.jpg
Obras no sistema de drenagem deverão ser refeitas no trevo localizado próximo à Fuga Couros

O governo estadual, através do Departamento de Estradas e Rodagem do Estado de São Paulo (DER), publicou no Diário Oficial do dia 09 de dezembro passado, a abertura de uma licitação, na modalidade Tomada de Preços, para contratação das obras e serviços de readequação do sistema de drenagem superficial do trevo da Rodovia “Euphly Jalles” (SP-563), localizado no entroncamento com a Avenida “Paulo Marcondes” e a vicinal “Vitório Prandi”, nas proximidades da empresa Fuga Couros Ltda.

O trevo, que foi reinaugurado no final de 2013, depois de obras de ampliação aparentemente simples executadas pela Construtora Moraes Brasil Ltda, que custaram quase R$ 1,9 milhão aos cofres do governo estadual, apresenta problemas de inundação toda vez que cai uma chuva mais forte no local, causando transtornos aos motoristas e à Fuga Couros. As novas obras e serviços – que incluem a elaboração do projeto executivo – estão orçadas em R$ 528 mil, o que elevará os custos com a repaginação do trevo para mais de R$ 2,4 milhões.

Os problemas de inundação começaram logo no início de 2014, pouco tempo depois da reinauguração do trevo. Ainda em fevereiro daquele ano, logo após a primeira inundação, o deputado estadual Itamar Borges (PMDB) – atendendo solicitação da Fuga Couros encaminhada através de lideranças do PMDB de Jales – iniciou gestões junto à superintendência do DER, solicitando a execução de um projeto de captação da água do trevo e a canalização até o Córrego Tamboril. O pedido da Fuga Couros surgiu pelo fato de a drenagem do local não ter sido executada de forma adequada, causando erosões e prejuízos nas instalações da empresa, uma das maiores geradoras de emprego e renda da cidade.

De lá para cá, o pedido de Itamar Borges já foi reiterado pelo menos mais duas vezes, mas, apesar das promessas da superintendência do DER, somente agora, no final de 2017, está sendo aberta a licitação para execução das obras.

Trevo será batizado com nome de empresário falecido em 2008

A abertura de licitação para construção de sistema de drenagem não foi a única novidade que o Diário Oficial do Estado trouxe na semana passada a respeito do trevo localizado nas proximidades da Fuga Couros. Ainda no sábado, 09, o DOE publicou a aprovação, pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa de São Paulo, do projeto de lei n° 608/2017, de autoria do deputado Itamar Borges (PMDB). O projeto do peemedebista dá o nome do falecido advogado e empresário “João Francisco de Paula”, o João da Xingu, ao trevo.

Nascido em junho de 1944, em Tanabi, João Francisco se transferiu para Jales em 1976, depois de algum tempo em Fernandópolis. Por aqui, ele começou suas atividades empresariais com a aquisição, ainda em 1976, da Torrefação e Moagem de Café Xingu. Dois anos depois, em 1978, ele fundou a Cafeeira Xingu, atuando na compra, beneficiamento e venda de café em coco. Em 1992, o doutor João da Xingu iniciou outro empreendimento, a Xingu Sementes para Pastagens. Ele faleceu em dezembro de 2008, depois de 32 anos morando em Jales e participando ativamente da vida empresarial e social da cidade.   

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados
Feliz Natal