Estacionamento rotativo 100% Digital será implantado em Jales

110918112144.jpg
O vice-prefeito Garça com representantes da ASG Engenharia e da Prefeitura de Jales durante evento que teve como foco a Zona Azul em Jales

 

A empresa ASG Engenharia Ltda é a nova concessionária que irá gerenciar o sistema de estacionamento rotativo em Jales, também chamado de Zona Azul. O contrato terá validade por 10 anos, podendo ser renovado por igual período. São previstas 1.200 vagas com implantação gradativa, atendendo o cronograma aprovado pela Secretaria de Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Mobilidade Urbana. A apresentação da empresa vencedora do Processo Licitatório, desempenhado pela Prefeitura de Jales, aconteceu durante um coquetel realizado no Hotel Grandes Lagos, na presença do vice-prefeito José Devanir Rodrigues, o Garça, do secretário de Planejamento e Mobilidade Urbana, Nilton Suetugo, da gerente de implantação e do engenheiro da ASG, Mônica Machado Fogolin e Valério França e dezenas de autoridades e representantes da imprensa.

O sistema de estacionamento rotativo chega para gerenciar e ordenar o uso das vagas nas regiões de maiores fluxos, proporcionando mais rotatividade e comodidade aos usuários, oferecendo igualdade de direito de todos estacionarem, reduzindo a circulação desnecessária de veículos, melhorando a fluidez no trânsito e reduzindo impactos ambientais de emissão de poluentes, sendo uma ferramenta para que os usuários possam fazer suas compras com tranquilidade.

A ASG explica que o sistema a ser implantado é 100% digital. Os usuários poderão fazer o pagamento para uso da vaga utilizando várias plataformas de pagamento disponíveis. A aquisição do tíquete poderá ser feita diretamente com as monitoras, nos pontos de venda, com o cartão Smartcard e até mesmo pelo celular, utilizando o aplicativo Digipare. Os clientes cadastrados no aplicativo poderão também contar com ativação do tíquete via SMS Gratuito, ligação gratuita para URA (Unidade de Resposta Audível) “0800” e/ou através do Web Site www.digipare.com.br.

Para validação do tíquete, o usuário pode usar como meio de pagamento dinheiro, cartões de débito ou crédito e até mesmo o cartão inteligente Smartcard da concessionária, que funciona como um cartão pré-pago. A recarga desse cartão poderá ser feita nos pontos de venda, com as monitoras ou na central de atendimento ao usuário.

O uso do aplicativo Digipare no celular traz várias vantagens para os usuários, entre elas a comodidade de fazer a validação de uso da vaga de onde estiver. O aplicativo possui um alarme que avisa ao usuário o término de período validado e a ampliação do período de permanência  pode ser efetuado no  aplicativo, desde que se respeite o período de permanência máxima permitido na vaga, evitando que usuário se desloque até a monitora ou o ponto de venda para revalidar o tempo de utilização.

Valério França disse que o sistema de estacionamento rotativo irá disponibilizar vagas de uso exclusivo, sendo 5% das vagas para idosos e 2% para PCD (Pessoa com Deficiência).  O período máximo de permanência será o mesmo das outras vagas do estacionamento rotativo. O valor das tarifas pré-pagas será de R$ 1,50 para uma hora, R$ 2,25 para uma hora e meia e R$ 3,00 para duas horas. “As caçambas de entulho deverão pagar pela quantidade de horas que utilizarem as vagas durante horário de vigência da zona azul, que é de segunda a sexta-feira das 8h às 18h e aos sábados das 9h às 13h”.

Os usuários terão uma tolerância de 15 minutos após estacionar o automóvel, para validar o uso da vaga. O veículo que estacionar sem validar a tarifa, recebera um ACT (Aviso de Cobrança de Tarifa) e terá o prazo de 15 minutos a contar do horário da emissão do ACT para validar a tarifa. Não ocorrendo no prazo 15 minutos, o usuário ainda poderá regularizar no prazo de 48 horas contados a partir do horário de emissão do ACT (Aviso de Cobrança de Tarifa) para validar o tíquete com a tarifa pós-paga. Vencido o prazo, o sistema enviará automaticamente as imagens e informações para o poder concedente, onde a autoridade de trânsito convalidará as informações e será lavrado o AIT (Auto de Infração de Trânsito).

A gerente de implantação Mônica Fogolin lembrou que haverá isenção para motocicletas nos bolsões de moto devidamente sinalizados. “Veículos de transporte de passageiros como táxi, moto-táxi e coletivos, veículos de emergência, veículos oficiais e de serviços como água, energia elétrica e telecomunicações, em serviço e devidamente identificados também ficam isentos”.

A isenção para veículos de oficiais de justiça e fiscais será feita por meio de requerimento junto à Secretaria de Planejamento. As exigências tecnológicas no processo de seleção da atual administração colocam Jales no pequeno grupo das cidades com tecnologia 100% digital no gerenciamento e controle de estacionamento rotativo.

O secretário de Planejamento e Mobilidade Urbana, Nilton Suetugo ressaltou que “O processo licitatório demorou, mas ficamos satisfeitos com o resultado. Nossa intenção era fazer dessa forma, gradativa, com os pés no chão, sólida, pra que nós não corramos riscos. A Zona Azul em Jales nunca funcionou antes, não tinha efetividade. A partir de agora, nossa intenção é que a gente consiga avançar. A implantação da Zona Azul, através dessa empresa de tanta credibilidade no mercado é mais uma agenda positiva que a Prefeitura vai oferecer à população. Vamos fazer o processo de educação no trânsito, conscientização, de utilização dos mecanismos oferecidos, e mostrar que não é uma forma punitiva para os usuários do comércio e sim uma necessidade dessa rotatividade para sanar o problema da dificuldade de estacionar no centro da cidade”.

Os gerentes de operação e Tecnologia da Informação da ASG, Emanuele Pereira e Gabriel Suart também participaram do evento.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados