Espólio de Francisco Simões de Melo é multado em R$320 mil por maus tratos a animais

021018095503.jpg
Nove carcaças de animais bovinos foram encontrados pelos policiais, que segundo se deduziu, morreram por desnutrição

A Polícia Militar Ambiental de Cassilândia – MS, multou o Espólio de Francisco Simões de Melo no dia 19 último, quarta-feira, no valor de R$ 320.000,00 por possíveis maus tratos a animais, em virtude de abandono de gado sem pastagem, ou qualquer outro alimento.

Os policiais ambientais se dirigiram à Fazenda Picanha, do referido espólio, depois de receber várias denúncias de vizinhos da referida propriedade, os quais relatavam maus tratos a animais bovinos por absoluta falta de pastagem ou outro alimento, e encontraram nove carcaças de animais bovinos, que pelo estado em que se apresentavam (extremamente magras) ocorreram por desnutrição.

De família tradicional de Jales, a Fazenda Picanha tem aproximadamente 300 hectares, com cerca de 640 cabeças de gado. No dia da vistoria, os policiais encontraram a pastagem totalmente degradada, em grande parte apresentando somente terra nua sem gramínea e o gado não conseguia mais retirar alimento. Havia 100 coxos plásticos espalhados na propriedade, porém, todos sem alimentos. Várias árvores apresentavam-se com a casca retirada pelo gado, na busca desesperada de se alimentar. No depósito de alimento havia apenas 25 sacas de suplemento mineral, que segundo o relatório da Polícia Ambiental, insuficiente para alimentar o rebanho, sequer uma única vez.

Ainda de acordo com a ocorrência, todos os animais estavam extremamente debilitados e não conseguiam mais nem ir até o local com água para a dessedentação. Com os dados passados pelo encarregado de cuidar do gado, a PMA localizou o proprietário da boiada no dia seguinte, 20, que informou que havia no local 640 animais, incluídos os que morreram.

O infrator foi autuado administrativamente e multado. O autuado também responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais. A pena é de três meses a um ano de detenção. Ele ainda foi notificado a providenciar alimentação e pastagem e cuidados veterinários para o gado. O espólio também foi alvo de fiscalização em outras propriedades há cerca de nove meses atrás, estas na Fazenda Três Irmãos em Itajá, e outra na Fazenda São Francisco, em Lagoa Santa, ambas no estado de Goiás, por denúncia de trabalho escravo, inclusive tendo reportagem veiculada no programa Profissão Repórter da TV Globo.

O Espólio de Francisco Simões de Melo está em acirrado litígio judicial correndo pela Egrégia 3º Vara Cível da Comarca de Jales.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados