Em duas semanas, PM prende 12 traficantes e apreende 50 quilos de maconha

120618094852.jpg
Os 21 tijolos estavam em um saco de lixo e pesaram 30,2 quilos

 

Levantamento feito pelo jornal A Tribuna mostra que em 17 dias, a Polícia Militar tirou de circulação 12 traficantes, entre eles um menor, e recolheu mais de 50,4 quilos de maconha, além de uma quantidade não pesada de crack. A contagem se refere ao período entre as duas maiores apreensões do ano na cidade. O dia 18 de maio quando foram apreendidos 20 quilos de maconha com quatro indivíduos na Vila União e a última terça-feira, 5 de maio, quando foram apreendidos 30 quilos da erva na Osório Donda. Os casos, até agora não mostraram relação entre si.

Boa parte deles foi resultado de denúncia anônima via telefone 190 Emergência. Mas até denúncias pessoais foram feitas à PM. Foi o que aconteceu no fim da madrugada de terça-feira 5 de maio, ocasião da última apreensão.

Segundo o capitão Alex Tominaga, comandante da 2ª Cia, um homem passou pela sede da companhia, na Rua Cinco, e informou aos policiais de plantão que um carregamento de maconha estava a caminho de Jales. A droga, segundo a denúncia, estaria sendo trazida do Paraguai por indivíduos que usavam um Volkswagen Gol preto.

“Por isso a importância da denuncia anônima. Muitas vezes, elas não se comprovam, mas muitas vezes elas se mostram verdadeiras e todas são averiguadas”, disse o capitão.

Com base nessas informações, o comando montou um cerco nas entradas da cidade. A denúncia se comprovou pouco tempo depois, quando uma das patrulhas abordou um veículo suspeito no cruzamento da Rodovia Dr. Euphy Jalles com a Vicinal Osório Donda.

No interior do carro, no banco traseiro, entre os dois passageiros, foi encontrado um saco plástico grande contendo 14 tijolos inteiros de maconha e mais dois medianos e cinco pedaços menores da mesma droga. O entorpecente pesou 30,2 quilos.

Os quatro presos, todos moradores de Jales, foram encaminhados à Central de Polícia de Jales e posteriormente recolhidos à Cadeia Pública de Santa Fé do Sul.

Ainda segundo o capitão, os jovens confirmaram informalmente que tinham saído para comprar a droga no Paraguai, mas deram informações desencontradas sobre o verdadeiro local da compra. “Uns disseram que compraram em Dourados e outros em Campo Grande”.   

Especificamente sobre as denúncias anônimas, instrumento que tem sido responsável pelo êxito de grande parte das operações policiais e consequente prisão de criminosos, Tominaga ressaltou que se trata de um recurso importante para a atuação de qualquer força policial, porém, mais útil para a PM. “A denúncia anônima auxilia também a Polícia Civil e a Federal, mas para a PM que faz o policiamento na rua fazendo constantemente o patrulhamento, fica mais fácil a atuação imediata”.   

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados