EE Profº Carlos de Arnaldo Silva supera meta no IDESP 2017

270218151701.jpg
Professora Letícia Targa, ladeada dos alunos participantes do projeto “Jornal da Cidade”

 

Em tempos de interatividade por celular e internet, fazer com que adolescentes se interessem pela leitura de jornais não é tarefa das mais fáceis, porém é fundamental para formar leitores habituais e cidadãos bem-informados. Trazendo textos com características distintas, fotografia e recursos gráficos, os jornais são uma fonte respeitada para pesquisa e para a obtenção de informação sobre o mundo atual.

A Escola Estadual Profº Carlos de Arnaldo Silva inicia seus projetos escolares, dentre eles o “Jornal da Cidade” tendo como responsáveis os alunos da 1ª série do Ensino Médio que em parceria com o Jornal “A Tribuna”, recebem exemplares semanalmente para montarem o mural e deixarem toda a comunidade escolar bem informada sobre as notícias de Jales e região, formando leitores competentes, tornando as aulas mais dinâmicas e destacam  uma das premissas do Programa de Ensino Integral: Protagonismo Juvenil.

A escola obteve um ótimo resultado no Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp), divulgado neste mês, que é aplicado pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo com a finalidade de produzir um diagnóstico da situação da escolaridade básica paulista, visando orientar os gestores do ensino no monitoramento das políticas voltadas para a melhoria da qualidade educacional.

Esta avaliação, juntamente com o resultado do fluxo (assiduidade e promoção), compõe a nota do IDESP (Índice Desenvolvimento Educacional de São Paulo). “Observa-se que houve um avanço no desempenho dos alunos desta escola, comparando 2016 com 2017. Em 2016 o resultado do IDESP na escola foi de 3,03 e a meta para 2017 era 3,24, porém ultrapassamos e atingimos a nota de 4,07”, lembrou a professora Letícia Targa, responsável pelo projeto “Jornal da Cidade”.

Este resultado deu-se por meio do trabalho pedagógico realizado na escola, como ações de nivelamento da aprendizagem, com monitoramentos  de resultados individuais; ações de Tutoria, nas quais o professor Tutor acompanhava o desempenho acadêmico de seus tutorandos; oferecimento de oportunidades aos alunos de desenvolverem o protagonismo juvenil, por meio de participações em projetos da Diretoria de Ensino e de projetos desenvolvidos na escola; participação de toda equipe pedagógica em cursos de formação continuada; acompanhamento da frequência diária  dos alunos e notificação aos pais os casos de alunos faltosos.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados