Diretor do Deinter confirma aumento de efetivo da Polícia Civil para a Seccional de Jales

260917092448.jpg
Em julho, uma comitiva de autoridades de Jales foi recebida pelo secretário de Segurança do Estado, Mágino Álves

O deputado estadual Itamar Borges esteve em São José do Rio Preto, com o prefeito de Jales, Flávio Prandi Franco (DEM), o Flá, reunido com o diretor do Deinter 5, Dr. João Pedro, para reforçar a necessidade de aumentar o efetivo da Polícia Civil na Seccional de Jales.

Em maio, a carência de policiais em Jales foi tema de matéria do jornal A Tribuna, quando aconteceu uma reunião do Fórum da Cidadania, com a presença de diversas autoridades políticas, representantes da sociedade civil organizada e polícia. Na ocasião, o delegado seccional, Charles Wistom de Oliveira, apresentou um cálculo que estimava a necessidade de pelo menos mais 12 escrivães, 11 investigadores e um delegado somente para atender a cidade de Jales que viu aumentar em 500% o número de ocorrências nos últimos   anos. Dias após a reunião, uma comitiva foi a São Paulo reforçar o pedido junto ao governo estadual.

Em Rio Preto, Dr. João Pedro, disse que para atender à solicitação e ao estudo que foi feito no Deinter e na Seccional de Jales, vai, nos próximos dias, destinar três escrivães e dois investigadores para começar a atender o pleito.

“Nós pedimos mais empenho do Dr. João Pedro e ele já nos adiantou que em março, após a nova turma se formar na academia, ele priorizará novamente novos policiais para auxiliar no preenchimento das vagas e demandas existentes nos municípios da Seccional”, ressaltou Itamar.

O delegado da Seccional, Dr. Charles, de acordo com a demanda e maior carência, vai fazendo a priorização das destinações para atender quem mais precisa. “A situação não é nova”, reconhece o delegado, que relembra os anos 1990 quando os municípios mantinham um delegado, um escrivão e um investigador. “Da década de 1990 para cá, as ocorrências aumentaram cerca de 500% enquanto que o contingente de policiais foi reduzido em 25%. Cotidianamente nós temos que encaminhar policiais daqui de Jales para atender os outros municípios vizinhos que não possuem esses funcionários. E vice-versa. Isso para investigador, escrivão e delegado”.

Dr. Charles ressaltou ainda que os bons resultados do serviço policial podem dar a impressão de que o contingente é suficiente. Porém, ele ressalta que a produção policial só está sendo feita a contento por causa do esforço pessoal dos próprios policiais. “Nosso pessoal se desdobra até altas horas da noite para tentar fazer o melhor possível e assumindo uma série de plantões ao arrepio da própria saúde e do laser com a família”. O delegado seccional comemorou o resultado da mobilização feita através da caravana de Jales que foi a São Paulo, dizendo que foi saudável e válida. “Os resultados começam a aparecer”.

Itamar Borges se juntou à comitiva jalesense que foi São Paulo e se reuniu com o secretário de Segurança, Mágino Álves. “O secretário Mágino reconheceu a importância do pleito e falou que a Secretaria irá buscar alternativas para melhorar o efetivo. “É uma região muito importante, que faz a divisa com quatro estados, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás. A Seccional desenvolve um grande trabalho, com a produtividade muito maior que a média, apesar da falta de pessoal”, complementou.

22 cidades da região e 30 unidades são subordinadas à Delegacia Seccional de Jales.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados