De que vale?

200217144236.jpg
.

Arena Barueri. Domingo, 5 de fevereiro, 17h. São Paulo entra em campo afobado e exposto. Leva de 4 a 2 do Audax. Cartilha: Rogerio Ceni é inexperiente, entrou com o time aberto e tomou um “nó tático” de Fernando Diniz. Rogério não vai dar certo.

Morumbi. Domingo, 12 de fevereiro, 17h. São Paulo passa por cima da Ponte Preta, embora a defesa esteja ainda exposta. 5 tentos a 2 para o tricolor. Cartilha: Rogerio Ceni não pensa em defesa, projeta o time apenas para o ataque. Quando pegar um time mais forte, vai se complicar.

Vila Belmiro. Quarta-feira, 15 de fevereiro, 21h45. São Paulo faz excelente partida, principalmente na defesa, contra o ataque poderoso do Santos. Vitória incontestável do São Paulo por 3 a 1, algo que não acontecia desde 2009, pelo Campeonato Paulista. Cartilha: Rogério é um gênio. Guardiola que se cuide.

Os fatos narrados consistem nas primeiras três partidas da temporada e cartilha, um resumo da opinião da grande imprensa (ridicularizada, evidentemente).

Qual é o valor do Paulistão? Ao que parece, o campeonato virou: obrigação contra os pequenos e quando perde o time é um lixo e nada presta; inflação de ego quando os “jogos que importam” (clássicos) são vencidos. Na derrota, o grande recebe um golpe fulminante, mudando de patamar.

O Santos era tido como um dos melhores times do Brasil até perder para o São Paulo. De repente, Dorival virou burro e o elenco, fraco. Palmeirenses já andam pedindo a cabeça de Eduardo Batista.

É difícil ter paciência. O brasileiro vive intensamente o futebol; é seu hobbie. Em meio a tantas incertezas neste país, uma certeza tem que ser o clube do coração. Queremos, porque queremos. Se não é no amor, é no terror. Saudade dos anos 90. Jogador ganha para isso. Só faz isso. Estamos acostumados com o Pão e Circo. O cirque tem de ser o du Soleil. O pão, o tomate a R$ 2,50 (o kg, claro).

Não tem como saber se o Palmeiras vai ganhar tudo. Ou que o Santos vai mesmo ter pique para brigar nas cabeças. Ou que Rogério Ceni é mesmo um excelente técnico. Ou que o ano do Corinthians é mais um de transição. O olhar tem de ser em perspectiva, com 2 ou 3 meses, ao menos. Calma lá.

Já diria o poeta: futebol é uma caixinha de surpresas.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados
Feliz Natal