Conselho quer Jales classificada como “Município de Interesse Turístico”

300517145134.jpg
Reunião no gabinete do prefeito Flá definiu os membros do Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) de Jales

 

Em encontro realizado na manhã de segunda-feira, 22, na sala de reuniões do gabinete do prefeito Flávio Prandi (DEM), foram feitas as primeiras discussões com a comunidade para definir os membros do Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) de Jales, criado através de projeto de lei do Executivo, aprovado pela Câmara Municipal na semana anterior. O Conselho, segundo ficou definido durante o encontro, será presidido pelo professor Weber Kitayama e terá como secretário executivo o chefe de gabinete da Secretaria de Planejamento, Wellington Lima Assunção.

Afora a escolha dos conselheiros, o principal assunto da reunião foi a intenção do Conselho de pleitear a inclusão de Jales como “Município de Interesse Turístico” junto ao governo estadual. O objetivo da inclusão de Jales nesse programa do governo seria a exploração dos potenciais turísticos da cidade, que vão desde o turismo de negócios – abrangendo o comércio, os hospitais e outros segmentos - até o turismo rural, envolvendo a produção de uva, vinhos e produtos orgânicos, entre outros eventos.

Segundo o Secretário de Obras, Serviços Públicos, Habitação e Planejamento e Trânsito, Nilton Suetugo, nossa cidade possui vários espaços públicos para revitalização, como o Bosque Municipal, um remanescente da Mata Atlântica, que deve ser motivo de exploração turística. A próxima etapa será a realização de reuniões para elaboração do plano diretor de turismo, que será encaminhado para aprovação da Câmara Municipal.

 Projeto que classificava Jales como “Município de Interesse Turístico” foi arquivado por deputados

Esta não será a primeira vez que Jales vai pleitear sua classificação como “Município de Interesse Turístico”, que significa, na prática, a obtenção de recursos destinados ao setor de turismo, além de representar o primeiro passo para que a cidade consiga alcançar o posto de “Estância Turística”. Em 2013, o deputado estadual Itamar Borges(PMDB) chegou a protocolar um projeto de lei junto à Assembleia Legislativa de São Paulo com o objetivo de obter a classificação de Jales entre os municípios do estado definidos como de “interesse turístico”. 

Na ocasião, o deputado Itamar argumentou, entre outras coisas, o desenvolvimento agrícola de Jales e sua posição de destaque no setor de agronegócios, como justificativa para seu projeto. Itamar lembrou, também, que “Jales se tornou referência nos serviços médico-hospitalares, incluindo uma unidade do Hospital de Câncer, que atende pacientes de vários estados brasileiros”. Itamar mencionou, também, a importância de Jales no campo da Educação e lembrou que outro polo de atração de turistas seria o Circuito Intermunicipal Grandes Lagos, que, segundo o deputado, “atrai turistas para a prática da pesca esportiva e esportes náuticos”.

Não obstante toda a argumentação apresentada pelo deputado, o projeto - depois de tramitar por cerca de dois anos - foi arquivado pela Assembleia Legislativa, sem muitas explicações. 

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados
Feliz Natal