Com nova farda, Polícia Militar Ambiental realiza Operação Dunamis

030418105141.jpg
A mistura de tons esverdeados proporciona uma camuflagem entre a farda e a vegetação

 

O dia 27 de março de 2018 é uma data significativa para a Polícia Militar Ambiental e para a sociedade paulista, pois marca o início da nova identidade visual do uniforme utilizado pelos Policiais Militares Ambientais.  São 68 anos de história da Polícia Militar Ambiental do Estado de São Paulo.

A tropa, que já foi conhecida como “ Polícia Florestal “, com o passar dos anos vem se especializando e se modernizando para atender qualquer tipo de demanda que represente ameaça à sociedade e o meio ambiente. O novo uniforme camuflado, que se adequa aos mais exigentes padrões de qualidade, atende aos diferentes ambientes encontrados pelo policiamento ambiental, oferecendo ao policial maior conforto e segurança. “Para nós, o uniforme é o símbolo da autoridade e seu uso correto é fator primordial na apresentação individual e coletiva do policial militar, contribuindo para o fortalecimento da disciplina e boa imagem da Instituição, refletindo, consequentemente, na qualidade da prestação dos serviços”, disse Mario Luciano Siconeli, capitão PM comandante da Cia.

A composição do novo uniforme consiste em: chapéu tipo selva, com aba flexível camuflado rural;  gandola camuflada rural; camiseta gola careca verde-oliva; calça camuflada rural; cinto verde; meias pretas; coturno preto;  cinturão de guarnição preto com complementos e coldre aberto com prolongador;  e colete de proteção balística camuflado.   

Segundo nota enviada à imprensa, a mistura de tons esverdeados proporciona uma camuflagem entre a farda e a vegetação, gerando maior segurança ao policial nos ambientes em que trabalha, bem como maior eficácia operacional, uma vez que possibilita ao policial cessar a consumação de infrações e crimes contra o meio ambiente.

Antigo desejo da Polícia Militar Ambiental, a nova farda foi viabilizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e do Comando de Policiamento Ambiental, diante de licitação pública que garantiu o menor preço com a garantia da qualidade das peças que compõe o fardamento.

Para celebrar o novo fardamento e difundir sua nova identidade visual, o 4º Batalhão de Polícia Ambiental, unidade subordinada ao Comando de Policiamento Ambiental e responsável pelas ações de Polícia Ostensiva e de Preservação da Ordem Pública em toda região noroeste do Estado, realizou esta semana a “Operação Dunamis”, do tipo visibilidade, com a finalidade de reiterar o dinamismo e compromisso da instituição na busca do bem-comum, colocando sua força de trabalho à disposição de toda população.

A Operação Dunamis foi realizada nos 189 municípios que abrangem a região de São José do Rio Preto, contando com 149 policiais militares e 63 viaturas, tendo como resultado: 106 criadores de passeriformes fiscalizados, sendo 22 sem registro para a atividade, 39 Autos de Infração ambiental, 127 aves apreendidas, R$ 86.000,00 em multas, 07 armas de fogo apreendidas, 86 cartuchos apreendidos, e uma pessoa presa em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados