Candidato a vereador em Jales recebeu auxílio emergencial

091120103810.jpg
O ministro do TCU, Bruno Dantas, solicitou investigação sobre candidatos que receberam auxílio emergencial e indícios de patrimônio incompatível

Um candidato à Câmara de Jales recebeu parcela do auxílio emergencial do governo federal, criado para ajudar famílias em situação de vulnerabilidade social a pandemia de Covid-19. O nome do candidato está na lista publicada pelo Tribunal de Contas da União na sexta-feira, 6.

Pelas informações, que se tornaram públicas por despacho do ministro Bruno Dantas, há candidatos de São José do Rio Preto, por exemplo, que declararam patrimônio de até R$ 2 milhões e que, até julho deste ano, receberam alguma das parcelas do auxílio.

Em nota publicada no site do Tribunal, o TCU afirma que há casos que demonstram “potenciais integrantes do rol de inclusões indevidas do benefício, uma vez que os indícios apontam renda incompatíveis com as regras do programa”.

O candidato a vereador de Jales declarou ao TSE que possui em patrimônio de R$ 306.000,00 e recebeu parcela de R$ 600,00 do auxílio emergencial do governo federal. Como o TCU alertou que os resultados são apenas indícios de renda incompatível com o auxílio, e que só o Tribunal Superior Eleitoral pode confirmar eventuais crimes eleitorais, não estamos divulgado o nome do candidato e seu partido.

 

Deixe um comentário