Câmara vai realizar concurso para preencher vaga de contador. Salário é de R$ 4 mil

270218145648.jpg
Atual contador da Câmara, Luiz Abra - ao lado da esposa Luiza, na foto - se aposenta em agosto deste ano

 

A Câmara Municipal de Jales publicou, no início da semana, a abertura de um concurso público destinado à contratação de um profissional em contabilidade para ocupar o cargo efetivo de Diretor da Divisão de Finanças. A contratação visa preencher a vaga que ficará aberta com a aposentadoria do atual diretor – Luiz Antônio Abra – prevista para o próximo mês de agosto. Segundo a assessoria de imprensa da Câmara, o Diretor de Finanças realiza todo o trabalho de contabilidade, estipula planos e metas a serem cumpridos pelo setor financeiro, além de se responsabilizar pelo pagamento de fornecedores, controle do saldo bancário e prestação de informações ao Tribunal de Contas (TCE).

Com jornada semanal de 35 horas de trabalho, o cargo tem salário inicial de R$ 4.019,60, que poderá chegar a R$ 4.421,56, caso o profissional contratado possua diploma de algum outro curso universitário diferente daquele exigido pelo concurso (Ciências Contábeis). Além disso, o salário poderá ser acrescido de mais um adicional entre 5% e 20%, caso o futuro titular do cargo tenha frequentado algum curso de extensão universitária de pós graduação (5%), mestrado (10%), doutorado (15%), ou possua outro título superior ao doutorado (20%). O contratado terá, também, direito a um auxílio-alimentação, que, no edital, está estabelecido em R$ 245,00, mas, que, na realidade, já é de R$ 290,00, em virtude do reajuste obtido nas negociações salariais deste ano.

Para organizar o concurso e aplicar as provas, a Câmara contratou a Fundação Vunesp, de São Paulo, por R$ 34 mil. O contrato diz, no entanto, que deverá ser abatido dos R$ 34 mil, cerca de R$ 30,00 por inscrição efetivada. Assim, se o concurso tiver 500 inscrições, o valor a ser pago pela Câmara ficará em torno de R$ 19 mil.

De acordo com o edital divulgado pela Vunesp, os requisitos para concorrer são: ser bacharel em Ciências Contábeis e estar inscrito no Conselho Regional de Contabilidade (CRC); ter, no mínimo, três anos de atividade contábil, devidamente comprovada; e não ter sido condenado por sentença com trânsito em julgado por crime ou ato de improbidade administrativa que a lei possa determinar a perda de cargo, função pública ou mandato eletivo.

As inscrições estarão abertas no período de 27 de fevereiro a 28 de março de 2018 e os interessados deverão efetuá-las via internet, pelo site www.vunesp.com.br. O valor cobrado como taxa de inscrição é de R$ 85,00. Candidatos inscritos em programas sociais do governo federal e as candidatas que forem doadoras de leite humano poderão requerer a isenção da taxa de inscrição. A classificação dos candidatos ocorrerá por meio de prova objetiva, que tem aplicação prevista para o dia 20 de maio de 2018. A prova conterá 60 questões, divididas entre língua portuguesa (10), matemática (10), legislação (05), noções de informática (05) e conhecimentos específicos (30).

Luisinho Abra vai aposentar após 43 anos de serviço público

O atual Diretor de Finanças da Câmara Municipal, Luiz Antonio Abra, o Luisinho Abra, completa no próximo mês de agosto, 40 anos de trabalho com carteira assinada, mas está no serviço público há pelo menos 43 anos. Ele começou sua carreira ainda adolescente, em 1975, como “guardinha” do Serviço de Água e Esgoto (SAE), cujo escritório funcionava na Rua 12, em frente à Catedral. Em abril de 1978, com a entrega do serviço de água e esgoto para a Sabesp, Abra foi transferido para a Prefeitura, ainda menor de idade, mas em agosto daquele ano, um pouco antes de completar 18 anos, teve seu primeiro registro na Carteira de Trabalho. A cidade era administrada pelo prefeito José Antonio Caparroz. Em 1981, depois de trabalhar em vários setores, Abra foi designado para o setor de contabilidade, onde ficou até 1989.

Em abril de 1989, ele se transferiu para a Câmara Municipal, após prestar um concurso, assumindo a contabilidade do Legislativo. Oito anos depois, em 1997, Abra se licenciou da Câmara e, a convite do então prefeito Antonio Sanches Cardoso, o Rato, assumiu a Secretaria de Finanças da Prefeitura, onde ficou até dezembro de 2000, final do mandato do falecido ex-prefeito. Em 1999, Abra chegou a ser cogitado para disputar as eleições, como candidato a vice na chapa do então prefeito Rato, que disputava a reeleição. Apesar da insistência do grupo de Rato e do apoio dos amigos, ele preferiu não aceitar o convite.

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados