Apenas 18% dos pais jalesenses querem a volta às aulas presenciais

190121092848.jpg
Agora é oficial: pesquisa da Prefeitura concluiu que, se dependesse dos pais jalesenses, os estudantes não voltariam às escolas neste momento

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pesquisa realizada pela Prefeitura de Jales junto aos pais e responsáveis pelos estudantes matriculados na Rede Municipal concluiu que apenas 18% querem a volta das aulas presenciais imediatamente. Outros 19% querem a volta às aulas, mas com restrições, e mais de 53% não se sentem seguros para enviar seus filhos para as escolas agora. 

Com base nessa pesquisa e em informações da Secretaria de Saúde, o prefeito Luís Henrique não pretende determinar a volta às aulas nas escolas e creches sob a responsabilidade do município, pelo menos por enquanto.    

“A gente tem conversado muito com o pessoal da Saúde e da Educação, porque nesse assunto elas precisam caminhar lado-a-lado para alcançar um consenso. Mas se a volta às aulas fosse hoje, a Rede Municipal de Ensino de Jales não voltaria”, disse o prefeito em entrevista ao programa Antena Ligada, na última terça-feira, dia 12 de janeiro.

A decisão final, porém, ainda não foi tomada e ainda depende de vários fatores, entre eles o início da vacinação, mas principalmente a evolução do número de casos e óbitos. 

“Nesse momento ainda é prematuro dizer se vamos voltar ou não. Temos que agir com muita responsabilidade e tomar as decisões com base em informações concretas das secretarias, mas é preciso ouvir a maioria e a maioria não quer a volta às aulas”, ressalvou o prefeito. 

Além das avaliações feitas pelas autoridades locais e da preferência dos pais, a volta às aulas em Jales depende da fase que a região estiver no Plano São Paulo até o fim do mês.

Na sexta-feira, 15, o Governo do Estado anunciou a regressão de diversas regiões, mas manteve o Noroeste Paulista na fase amarela, na qual a volta às aulas presenciais é permitida.   

Quase na mesma data, o governador João Dória anunciou que a Rede Estadual voltará às aulas presenciais em 1º de fevereiro, com reabertura das escolas em todas as fases do Plano São Paulo, obedecendo aos critérios de segurança estabelecidos pelo Centro de Contingência do Coronavírus (veja texto nesta página).

 

Governo anuncia volta às aulas na rede estadual no dia 1º de fevereiro 

 

O Governador João Doria e os secretários Rossieli Soares (Educação) e Marco Vinholi (Desenvolvimento Regional) apresentaram aos 645 prefeitos do Estado os detalhes da volta às aulas presenciais a partir de 1º de fevereiro na rede pública estadual. No encontro online também foi anunciado investimento de R$ 80 milhões para o programa de ampliação de oferta de vagas em creches escolares.

“A Educação é fundamental para todos nós que somos pais, temos filhos que há mais de 12 meses estão distantes de suas aulas, do ensino, de seus professores e que precisam, com critério, com planejamento retomarem suas aulas”, disse o governador João Doria.

A retomada ocorrerá no próximo dia 1º de fevereiro. Para este ano, foi autorizada pelo Governo do Estado a abertura das escolas em todas as fases do Plano São Paulo, obedecendo aos critérios de segurança estabelecidos pelo Centro de Contingência do Coronavírus.

“Hoje, a ciência nos mostra que o espaço escolar é seguro desde que realizemos todos os protocolos corretamente. Como Governo do Estado, estamos seguindo a ciência e junto com as prefeituras, vamos avançar para priorizar cada vez mais a educação, abrindo nossas escolas para todos os estudantes”, explicou o secretário da Educação, Rossieli Soares.

Além do tema da volta às aulas, foram abordadas as parcerias entre Estado e Municípios, como materiais didáticos, merenda e transporte escolar.

No encontro virtual, também foi anunciado um novo programa para ampliação de vagas em creches municipais. O diferencial para este ano é que as prefeituras poderão ofertar seus próprios projetos de obras para construção.

O número de vagas ofertadas dependerá das demandas dos municípios. Detalhes sobre o programa serão publicados em resolução nos próximos dias.

 

 

Deixe um comentário