Alunos da UEM, no Paraná, confeccionam e entregam turbantes para pacientes

160118153305.jpg
Parte da equipe da Universidade Estadual de Maringá, responsável pela produção dos turbantes

 

Uma parceria de amor. Assim pode ser definido o projeto “Amor em flor”, desenvolvido pelos alunos da Universidade Estadual de Maringá, dos cursos de Moda e Design, e pela comunidade de Cianorte/PR. Na manhã desta quinta-feira, dia 11, a equipe que veio do Paraná para realizar o projeto, montou um estande de distribuição de turbantes para mulheres que passam pelo tratamento de câncer e acompanhantes.

Segundo os alunos que ajudaram organizar o projeto, os graduandos Maria Amélia Filiar e João Paulo Langraff, o objetivo era de levar um pouco de amor e auto-estima às pacientes que aguardam por tratamento no Hospital de Amor de Jales. “Depois que minha mãe descobriu que estava com câncer e começou a se tratar aqui na unidade de Jales, nós tivemos a idéia de trazer esse projeto para cá. Mesmo morando longe dela, eu queria ajudar de alguma forma”, afirmou Maria Amélia.

O grupo confeccionou cerca de 180 unidades de turbantes. Tudo foi feito com retalhos doados por empresas têxteis, comércio forte daquela região do Paraná, como as marcas Tigrara, Fascíniu’s e a loja Pano pra Manga.

“Todos os turbantes vem com frases motivacionais, pois além da auto-estima, gostaríamos também de transmitir uma mensagem de paz e conforto a todos os pacientes”, finalizou João Paulo.

Para dona Maria Eunice de Oliveira, que trata de um câncer de mama, perder os cabelos foi uma fase difícil do tratamento. Ela conta que se sentiu acolhida quando soube da distribuição dos acessórios. “Igual a esse hospital não existe. Fico surpresa a cada dia, com a dedicação que recebo por parte de todos que estão envolvidos no atendimento. E esses jovens estão de parabéns, esse projeto foi lindo demais”, afirmou.

Para assistente de Captação de Recursos, Dara Freitas, a iniciativa é muito bonita e com certeza faz jus a um dos principais valores da instituição que é a humanização. “A auto-estima é muito importante para mulher nesta fase da vida e todo projeto que vem para ressaltar esse aspecto é sempre bem-vindo em nosso hospital”, finalizou.

 

Dara Freitas

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados