A trilha da transparência?

121216084045.jpg
.

Ideias surgem ao acaso, ações ao desespero, palavras sem constar no pensamento, gestos em correspondência.   Por que não pensamos antes de agir? Hitler articulou seus planos, para que perfeitamente fosse colocado em prática. Martin Luther King ensaiou um discurso “I have a dream”, cujo ideal se fixou na história.

Se existisse reflexão, não haveria luta: luta para sobreviver contra a fome, contra o terrorismo não apenas de facções como também o fato de não ter confiança em um líder é a base para o caos se instalar.

Num Brasil neoliberal, são raros aqueles que pensam no bem comum e quando pensam são excluídos do social. Sim! Porque aqui é um melhor que o outro, não há como distinguir o falso do verdadeiro, o bom do fingido. 

Introdutor do termo biologia, Jéverton Lamarck, cita que o direito de um indivíduo não acaba onde o do outro se inicia, pois, o direito não é individual, mas coletivo. Sendo assim, quando um líder repassa verba para um bolso desconhecido, ele está retirando seu próprio direito de ter uma saúde descente, e outros benefícios que deveriam ser oferecidos pelo Estado. Afinal, ninguém é líder para sempre, não é mesmo?   

Todos pagamos um preço para viver em sociedade, mas especialmente nessa é necessário pensar antes de agir. Carlos Drummond de Andrade, já citado em outros artigos, afirma que cada indivíduo é um estranho ímpar. E por que não unirmos cada singularidade para um bem coletivo? 

Presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, em entrevista no ano de 2015, afirmou  que o Brasil é um dos países que “roubam” empregos dos Estados Unidos, colocando-nos entre os responsáveis pela “exportação de postos de trabalho” gerada pela abertura comercial americana.  Pergunta: pensou antes de agir? Nunca vai precisar de mão de obra brasileira?  Ah, não somos um país desenvolvido, somos subdesenvolvidos em desenvolvimento, talvez seja por isso.

A intenção de pensar antes de agir e o comprometimento com a verdade, é a simples transparência exigida a um líder por aqueles que são representados. Para as empresas é necessário ter governança corporativa: prestar contas, ter equidade, ser transparente e zelar pela sustentabilidade das organizações. 

Com o líder, é preciso ter caráter! Comprometimento, compromisso, ética e imparcialidade. Ou seja, trilhando caminhos com objetivos, pois como afirma Joe Namath, “para ser um líder, você tem que fazer as pessoas quererem te seguir, e ninguém quer seguir alguém que não sabe onde está indo”.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Parceiros

050315164829.jpg
050315165005.jpg
050315163746.jpg
050315172328.jpg
050315171824.jpg

Colunistas

Últimas Notícias

A Tribuna TV

Enquete

Para combater o mosquito que transmite Zika,Dengue e Chikungunya, os agentes de saúde devem ou não entrar nos locais com suspeita de foco mesmo sem a autorização do proprietário?



Resultados